Iapen capacita agentes penitenciários de Rio Branco em monitoramento eletrônico

O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), por meio da área de Monitoramento Eletrônico, realizou o curso de nivelamento destinado aos agentes penitenciários, em Rio Branco. A capacitação se deu início na manhã desta quinta-feira, 9, no Centro Integrado de Ensino e Pesquisa em Segurança Pública e terá duração de três dias.

A ferramenta permite acompanhar em tempo real o deslocamento dos presos pela cidade e sua localização, como explicou o coordenador do setor, Marcelo Lopes. “O número de presos monitorados cresceu nos últimos meses e detectamos a necessidade de levar ações de vigilância com mais segurança aos monitorados, agentes e a sociedade”, explicou.

De acordo com o docente da capacitação, Caio Borges, 27 agentes receberão aulas teóricas e práticas, com disciplinas como progressão em ambiente de alto risco, abordagens e segurança, entre outros quesitos no trato com os monitorados.

Atualmente, em cinco municípios, além da capital, mais de 500 pessoas são monitoradas por meio das tornozeleiras. Cerca de 40 agentes penitenciários realizam essa tarefa, pois o maior problema enfrentado são as violações das tornozeleiras.

“Graças ao empenho da equipe esse número de violações caiu de forma significativa, pois várias operações de fiscalização foram realizadas com o intuito de verificar se o monitorado está cumprindo com que determina a Lei de Execuções Penais e permanece nos locais designados pela justiça”, destacou Lopes.