Connect with us

Boca do Acre

Hospital se manifesta sobre a morte de André Furtado e garante que ele teve todo o suporte necessário

Published

on

A morte do servidor público municipal André Furtado, que aconteceu na tarde desta terça-feira (30), gerou comoção social e ao mesmo tempo revolta. A parte da revolta fica por conta da maneira como o André foi transportado para Rio Branco-Ac, e o fato de o veículo que o transportava ter quebrado na viagem.

Conversamos com a direção do hospital, que confirmou a informação de que André foi realmente transportado em um carro que não é uma ambulância e que o veículo realmente teve problemas mecânicos, no entanto, a direção da unidade garantiu que havia oxigênio suficiente para atender.

“Aqui ele teve 2 paradas cardiorrespiratórias e no trajeto teve outra, tinha 1 médica, 1 fisioterapeuta, 1 técnico de enfermagem mais médicos internos. Todo suporte ele teve”, respondeu o hospital.

“A causa morte só podemos ver na D.O. Dr. Fabrício, Dr. Richard e Dr. Rone anestesista, fizeram o possível”, complementou.

“Na van foi um cilindro de oxigênio, com 150 libras, usando a 10 litros, pois ele estava entubado. Ele dura 6 horas, e pra garantia na caminhonete do Bar, ia outra com a mesma capacidade”, disse.

Advertisement
Continue Reading