Governo federal reconhece situação de emergência nas 17 cidades do Acre afetadas pelas inundações

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil reconheceu a situação de emergência decretada em 17 cidades do Acre no último domingo, 25. A portaria 622, assinada pelo pelo secretário da pasta, Wolnei Wolf Barreiros, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 26.

Com isso, o Estado consegue acessar recursos federais complementares, para ajudar no atendimento às famílias atingidas pela cheia no Acre, causada pelo transbordamento dos rios e igarapés. Até esta terça-feira, 27, mais de 11 mil pessoas precisaram sair de suas casas devido à enchente. Nas dez cidades mais afetadas, há 58 abrigos para atender a população e todos têm recebido suporte do governo.

Tarauacá está inundada com a cheia do rio que leva o mesmo nome. Foto: Carlos Lima

Os municípios que estão em estado de emergência são Assis Brasil, Brasileia, Capixaba, Cruzeiro Do Sul, Epitaciolândia, Feijó, Jordão, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Plácido De Castro, Porto Acre, Porto Walter, Rio Branco, Santa Rosa Do Purus, Sena Madureira, Tarauacá e Xapuri.

A portaria já está em vigor. O coronel Carlos Batista, coordenador da Defesa Civil estadual, destacou que o Estado tem mobilizado e disponibilizado todos os esforços para atender os municípios.

“O governo tem publicado alguns decretos e já entrou em contato com o ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, para a solicitação de recursos complementares para atender a necessidade das populações atingidas em todo o estado”, relatou.

Uma força-tarefa foi montada pelo Estado para atuar com as prefeituras e atender todas as pessoas que precisam de ajuda neste momento. Uma das cidades mais atingidas é Jordão, município isolado que teve mais de 80% de sua população atingida.

Jordão foi uma das localidades mais afetadas pela cheia. Foto: Jayton Farias

Apoio federal

Gladson Cameli falou ao programa Gente em Debate, apresentado pelo radialista Damião Viana, na manhã desta terça-feira, 27, sobre a atenção e disponibilidade que o governo federal tem dado ao Acre.

“Desde que as águas começaram a aumentar, solicitei às defesas civis estaduais e municipais para declarar estado de alerta. Hoje temos 17 municípios em situação de emergência. Já conversei com todos os prefeitos e coloquei a estrutura do Estado à disposição. Aproveito a oportunidade para agradecer ao governo federal, que está se prontificando para ajudar, uma vez que precisamos do decreto de alerta para que os repasses e insumos sejam repassados ao estado”, frisou o chefe do Executivo.

O ministro Waldez Góes falou com o governante acreano e garantiu apoio do governo federal para o Acre. Uma visita de Goés ao estado já está sendo planejada para breve, pela sua equipe.

Para garantir à população todo o suporte, o Estado tem reforçado o trabalho em várias frentes, como saúde e assistência social, pelos órgãos de defesa civil. As secretarias também têm se reunido para levar atendimento às comunidades indígenas, que já registram perda de plantações devido à cheia.

The post Governo federal reconhece situação de emergência nas 17 cidades do Acre afetadas pelas inundações appeared first on Noticias do Acre.