Governo assina ordem de serviço que amplia Unidade Prisional

O governador Tião Viana esteve na manhã desta quinta-feira, 23, em Senado Guiomard, onde assinou a ordem de serviço da reforma e ampliação da Unidade Prisional do Quinari (UPQ), que passará de 500 para 1.200 vagas, num investimento de R$ 2 milhões a ser entregue em quatro meses.

O projeto de reforma e ampliação coordenado pela Secretaria de Obras Públicas (Seop) e o Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) vai contemplar a criação de dois novos blocos prisionais e o aumento do número de vagas nos já existentes.

“Temos um sistema prisional frágil no Brasil inteiro que passa por uma crise, mas aqui no Acre estamos usando recursos do Estado, que estavam retidos pelo governo federal há anos, para aumentar o número de vagas, o que vai facilitar muito nosso sistema, com mais segurança para os presos, a polícia e toda a sociedade”, disse Tião Viana.

A medida é só uma da série de ações já adotadas pelo governo do Estado, que investiu mais de R$ 475 milhões com pessoal, manutenção e infraestrutura para a segurança pública em 2016 e prepara outros R$ 62 milhões para este ano. O governador ainda destacou a luta junto ao Superior Tribunal Federal (STF) para que R$ 44 milhões do Fundo Penitenciário Nacional fossem repassados para o Estado.

O diretor-presidente do Iapen, Martin Hessel, completa: “A ampliação vai trazer uma possibilidade de reorganização para o nosso sistema, porque está aliada a mais 1.800 vagas que serão construídas em todas as unidades do estado este ano”.

Reconhecimento de parceiros

A assinatura da ordem de serviço ainda contou com a presença de parceiros da segurança pública do Acre, como o deputado federal Leo de Brito, o secretário de Segurança, Emylson Farias, os comandantes da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, além de membros do Ministério Público do Acre (MPAC) e do Tribunal de Justiça (TJ-AC).

O vice-presidente do TJ-AC, Francisco Djalma da Silva, aproveitou a oportunidade para reconhecer o empenho do governo do Estado: “A gente percebe o esforço sobre-humano do Estado no sentido de resolver a situação de seus presídios. Percebemos o esforço do governador Tião Viana diante do quadro que temos hoje”.