Fundo Municipal de Educação de Boca do Acre não presta contas há 20 meses

O município de Boca do Acre aparece por três oportunidades no site do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), com instituições que estão inadimplentes em relação à prestação de contas que deixaram de ser enviadas.

A maior lacuna na prestação de contas é do Fundo Municipal de Educação de Boca do Acre, que ainda não apresentou a documentação referente aos 20 meses de pendência, desde julho de 2019, até fevereiro de 2021.

A segunda maior quantidade de meses sem prestar contas é da Prefeitura de Boca do Acre, que está pendente do envio da documentação desde dezembro do ano passado, até o mês de fevereiro deste ano.

Quem aparece com o menor número de meses pendentes de envio das contas, é a Câmara Municipal de Boca do Acre, na gestão do presidente Louro da Vivi, que não enviou os documentos comprobatórios de despesas referentes ao mês de fevereiro de 2021.

O Fundo Municipal de Educação, que a instituição municipal com maior inadimplência, está na contramão do Fundo Municipal de Saúde, que tem demonstrado muita competência ao enviar em tempo hábil todos os protocolos referentes às receitas e despesas realizadas.