Estrela da NFL acusa mulher de tentar extorquir R$ 500 milhões

O quarterback do Dallas Cowboys, Dak Prescott, entrou com uma ação na segunda-feira (11) em um tribunal distrital do Texas, alegando que uma mulher está tentando extorquir US$ 100 milhões dele (cerca de R$ 500 milhões).

No processo de 11 páginas movido no condado de Collin, o advogado de Prescott afirma que os advogados de Victoria Shores enviaram um e-mail em janeiro a uma pessoa da faculdade que Prescott frequentou, a Universidade Estadual do Mississippi, endereçado ao jogador, no qual disseram que Shores não apresentaria nenhuma acusação criminal contra o atleta em relação a uma suposta agressão sexual em fevereiro de 2017 em troca de compensação.

Na carta de exigência, os advogados de Shores — Bethel e Yoel Zehaie — disseram que ela “teve que conviver com esta dor e trauma durante sete anos. Isso afetou tanto seu relacionamento com o noivo e sua vida cotidiana que ela teve que fazer terapia e aconselhamento e precisará seguir com o tratamento no futuro. Ela sofreu uma angústia mental inimaginável ao lidar com o trauma” de ser vítima de agressão sexual.

De acordo com a carta, Prescott e Shores se conheciam através de “seu emprego” e em 2 de fevereiro de 2017, ele “a convidou para sair” em Plano, Texas, com outras pessoas, até que a certa altura ficaram sozinhos em uma SUV, quando a suposta agressão sexual aconteceu.

Os advogados acrescentaram: “Apesar dos trágicos acontecimentos, ela está disposta a [renunciar] a acusações criminais, além de divulgar esta informação ao público, em troca de compensá-la pela angústia mental que sofreu. Os danos da Sra. Shores são avaliados em US$ 100.000.000,00”, diz um trecho da carta.

Um dos advogados de Prescott, Levi McCathern, disse que seu cliente nunca se envolveu em conduta sexual não consensual com ninguém.

“Mentiras machucam. Especialmente mentiras maliciosas”, disse ele em comunicado. “Não permitiremos que a ré e sua equipe jurídica lucrem com esta tentativa de extorquir milhões.”

A advogada de Shores, Yoel Zehaie, defendeu “veementemente” sua cliente nesta terça-feira (12) em um comunicado.

“A equipe dele está tentando rotular isso como extorsão para mudar a narrativa. Enviamos uma carta de exigência, que é padrão na prática jurídica e em casos de agressão sexual”, disse ela à CNN.

Prescott também alega difamação e calúnia, menosprezo comercial, interferência ilícita em relações comerciais atuais e/ou futuras, conspiração civil e imposição intencional de sofrimento emocional.

O processo dizia que Prescott doaria “todo e qualquer” dinheiro recuperado do processo para um grupo de defesa de agressão sexual e violência doméstica.

O três vezes Pro Bowler está no último ano de um contrato de quatro anos com o Dallas Cowboys no valor de US$ 160 milhões (R$ 797 milhões), de acordo com o site de monitoramento de salários Spotrac.

Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

Este conteúdo foi originalmente publicado em Estrela da NFL acusa mulher de tentar extorquir R$ 500 milhões no site CNN Brasil.