Estado promove semana de combate ao uso de álcool e outras drogas para cumpridores de alternativas penais no Juruá

“O consumo de bebidas alcoólicas e o uso de drogas provocam efeitos devastadores no organismo e na vida pessoal dos usuários”. O alerta foi usado pelo governo do Estado, por meio da Central Integrada de Alternativas Penais (Ciap), órgão gerido pelo Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), para abrir nesta quarta-feira, 21, uma palestra da semana de combate ao consumo de álcool e de outras drogas, que é uma iniciativa destinada a cerca de 36 cumpridores de alternativas penais no Vale do Juruá.

Atividade contou a parceria do Município, que, além de ceder palestrante, apresentou peça teatral aos 36 cumpridores. Foto: Diego Silva/Secom

O evento, realizado no auditório da Cidade da Justiça, em Cruzeiro do Sul, visa conscientizar os cumpridores de que o consumo de bebidas à base de álcool estimula o contato com outros entorpecentes e que o uso excessivo dessas substâncias gera consequências nocivas à saúde física e mental, gerando conflitos e transtornos na vida em sociedade.

“A Ciap observou que uma parcela significativa dos crimes cometidos pelos cumpridores está relacionada ao consumo de álcool e de substâncias psicoativas, daí a necessidade de trabalhar a temática, que está inclusa na lista de temas abordados durante os encontros reflexivos”, pontuou Nayana Neves, coordenadora local da central.

Evento conscientiza indivíduos que cometeram crimes de menor potencial agressivo. Foto: Diego Silva/Secom

A política inovadora e humanizada colabora com a diminuição dos índices de encarceramento no Acre, pois atua na mudança de postura e conduta dos indivíduos responsáveis por delitos de menor potencial agressivo. “Por meio dos grupos reflexivos, a Ciap trabalha a ressocialização, a conscientização e, além disso, a responsabilização dos cumpridores, para que haja uma aceitação da situação em que se encontram e, consequentemente, optem por mudança”, observa a coordenadora.

Uma luz no fim do túnel

“A palestra me despertou um desejo de mudança”. A frase resumiu o sentimento de esperança de E.M.N, de 48 anos, ao relatar o sonho de reconstruir a vida que ao longo de 20 anos foi afetada pelo consumo abusivo de álcool.

E.M.N estava entre os cumpridores que assistiram à palestra, com o objetivo de corrigir erros estimulados pelo uso abusivo de álcool. Foto: Diego Silva/Secom

O cumpridor relata que, entre as perdas, a mais dolorosa foi a quebra de aliança no enlace matrimonial. “O meu casamento me deu dois filhos, que são os bens mais preciosos que eu tenho. Sairei daqui com o desejo de mudança e uma luz no fim do túnel para reconquistar o que a bebida [álcool] me levou”, relatou E.M.N, agradecendo aos envolvidos pelo o que classificou como oportunidade única.

Ciap do Juruá: um norte durante o desafio de reconstruir a vida

Implementada em 30 de agosto de 2023, a Ciap fica localizada na sede da Cidade da Justiça, em Cruzeiro do Sul. A central acompanha o cumprimento das penas alternativas aplicadas à população egressa das audiências de custódia do município, além dos casos encaminhados pela Vara de Execuções Penais e Medidas Alternativas (VEPMA).

Membros da Ciap no Juruá. Foto: Marcos Santos/Secom

Além do fortalecimento da política de alternativas penais, a iniciativa previne a escalada da violência e criminalidade, promove a proteção social e o fortalecimento dos laços familiares dos indivíduos inseridos nos grupos reflexivos, que atendem os infratores de crimes de trânsito, violência doméstica e outros delitos, como roubos e furtos.

A sede local da Ciap fica localizada na Cidade da Justiça. Foto: Diego Silva/Secom

O espaço acolhedor conta também com os benefícios de uma brinquedoteca, destinada a receber e supervisionar as crianças dos cumpridores das alternativas penais, enquanto participam das palestras dos grupos reflexivos.

Iniciativa conta com brinquedoteca, que acolhe filhos de cumpridores penais enquanto participam das atividades reflexivas. Foto: Diego Silva/Secom

A atuação da Ciap na sociedade local vai além da fiscalização do cumprimento das medidas penais. Na prática, a central proporciona uma real oportunidade ao indivíduo que cometeu crimes de menor potencial ofensivo à digna reinserção na sociedade. Os conhecimentos ofertados por intermédio dela são fundamentais para nortear o indivíduo durante o desafio de reconstruir a sua caminhada.

The post Estado promove semana de combate ao uso de álcool e outras drogas para cumpridores de alternativas penais no Juruá appeared first on Noticias do Acre.