Connect with us

Política

Emerson Jarude assume a Comissão de Ética da Câmara

[caption id="attachment_91" align="alignnone" width="1920"]Foto/Assessoria[/caption]

No segundo dia de sessão na Câmara Municipal de Rio Branco, realizada na quinta-feira, 2, os vereadores se reuniram para votar as comissões permanentes da casa. O vereador Emerson Jarude, que atualmente sofre ameaça de cassação do seu partido (PSL) por apoiar a abertura da Comissão Especial de Inquérito (CEI) do transporte público, integrará cinco comissões, entre elas, assumirá como presidente da Comissão de Ética e Decoro Parlamentar.

Published

on

Foto/Assessoria

No segundo dia de sessão na Câmara Municipal de Rio Branco, realizada na quinta-feira, 2, os vereadores se reuniram para votar as comissões permanentes da casa. O vereador Emerson Jarude, que atualmente sofre ameaça de cassação do seu partido (PSL) por apoiar a abertura da Comissão Especial de Inquérito (CEI) do transporte público, integrará cinco comissões, entre elas, assumirá como presidente da Comissão de Ética e Decoro Parlamentar.

A escolha de Jarude para a Comissão de Ética e Decoro Parlamentar foi unânime. O vereador afirma que vê a função como oportunidade de atuar em uma das áreas que mais defende desde o início de sua campanha: o combate a corrupção.

“No momento em que o Brasil se encontra, onde o combate a corrupção mantém-se como uma ação permanente do Estado, é uma honra e grande responsabilidade poder contribuir na Comissão de Ética e Decoro Parlamentar”, afirma.

Além da presidência da Comissão de Ética, Jarude integra como membro titular da Comissão de Orçamento, finanças e tributação, e da Comissão de Urbanismo, Infra-estrutura, Trânsito, e Transporte Municipal.

Como suplente o vereador fará parte da Comissão de Direitos Humanos, Cidadania, Criança, Adolescente e Juventude e da Comissão Especial de Defesa dos Direitos da Mulher.

Os vereadores eleitos para as comissões permanentes da Câmara atuarão durante dois anos procedendo estudos e realizando investigações. As comissões devem realizar audiências públicas e receber reclamações e petições da população contra atos ou omissões das autoridades públicas.

Advertisement