Embaixador do Peru conhece programa de gastronomia desenvolvido pelo governo

A primeira-dama Marlúcia Cândida participou de uma agenda com o embaixador do Peru no Brasil, Vicente Rojas, na noite de segunda-feira, 3, no Hotel Hollyday Inn. No encontro, foram apresentadas as ações do programa de gastronomia desenvolvido pelo governo do Acre.

Na reunião estiveram presentes os cônsules: do Peru no Rio de Janeiro, Hugo Flores, em Rio Branco, Félix Vasquez, e em São Paulo, Arturo Jarama. Acompanharam a primeira-dama a secretária de Turismo, Raquel Moreira e a coordenadora de gastronomia, Patrycia Coelho.

Um dos focos do programa é promover a integração entre os territórios gastronômicos andino–amazônico com os países vizinhos, Peru e Bolívia.

Como estratégia de ação, essa é a quinta agenda realizada envolvendo visitas a projetos de formação, encontros com representantes de instituições de financiamento do setor e com autoridades dos três países.

Marlúcia ressaltou a importância da cooperação socioprodutiva com o Peru no campo do desenvolvimento humano, cultural e socioambiental.

“Estamos buscando parcerias por acreditarmos que a gastronomia será o grande elo entre os países de fronteira, com grandes possibilidades de impulsionar o desenvolvimento para as populações. Além da escola de gastronomia, temos toda uma cadeia envolvendo os povos indígenas, comunidades tradicionais, agricultores familiares e outros”, disse.

O embaixador explicou que o Acre é a primeira região de fronteira na qual estão iniciando um trabalho que envolve, além do intercâmbio comercial, acordos em várias áreas.

Vicente Rojas falou da importância da gastronomia peruana, referência no mundo, com seus ingredientes, mistura cultural e tradições milenares.

Reconhecendo a importância do programa de gastronomia do Acre, o embaixador se comprometeu em promover uma agenda com o chef peruano Gaston Acurio, responsável por difundir a cozinha do país no mundo, e de buscar o intercâmbio com um dos centros de formação na área. No Peru são cerca de 116 escolas de gastronomia.

“Temos como bandeira do país a gastronomia. Fico muito feliz em conhecer esse projeto e saber que estão no processo de implantação de uma escola. No Peru temos vários centros que trazem uma forte simbologia ao vincular o social, a identidade, o ambiental, a formação e oferecer oportunidades de negócios a vários públicos. Iremos promover esse intercâmbio”, ressaltou.