Cooperacre realiza 1º Encontro de Fortalecimento da Produção Agroextrativista

O evento será realizado entre os dias 19 e 21 de março, com a participação de extrativistas e produtores rurais

Desenvolver atividades produtivas sustentáveis, com valorização aos produtos florestais não madeireiros, é um caminho para se alcançar a sustentabilidade na Amazônia. Pensando nisso, a Cooperacre, em parceria com a Fetacre (Federação dos Trabalhadores na Agricultura), a SOS Amazônia, o CNS (Conselho Nacional de Populações Extrativistas) e o Sistema OCB, realiza, entre os dias 19 e 21 de março, o 1º Encontro de Fortalecimento da Produção Agroextrativista do Acre.

O objetivo é avançar no processo de consolidação e ampliação dos arranjos produtivos agroextrativistas dinamizados pela Cooperacre.

“O objetivo do nosso encontro é fazer com que a Cooperacre tenha mais integração com as associações e cooperativas locais e fazer com que os produtores estejam mais presentes nas discussões e decisões de assuntos relevantes para as comunidades extrativistas, buscando alternativas que possam melhorar a qualidade de vida dessas pessoas”, conta José Rodrigues de Araújo, presidente da Cooperacre.

A abertura do encontro será realizada no domingo, dia 19, às 16h, no Sebrae, e contará com a presença de 200 extrativistas, além de representantes das instituições parceiras na condução do evento. No painel de abertura, será discutida a bioeconomia inclusiva da Amazônia, destacando o potencial e desafios da Cooperacre no contexto regional.

A programação segue nos dias 20 e 21 no Anfiteatro Garibaldi Brasil, na Ufac, com grupos de trabalho para discutir as novas demandas identificadas pela Cooperacre em cada cadeia produtiva, como borracha, café, castanha-da-amazônia e polpa de fruta. A proposta é criar ferramentas que possam aumentar a produção extrativista, com ampla participação de parceiros comunitários, residentes em comunidades tradicionais, unidades de conservação e reservas extrativistas.

Também será elaborado um planejamento das ações governamentais para os próximos quatro anos.

“Queremos aproximar o poder público das esferas municipal, estadual e federal e dividir responsabilidades para firmar o compromisso com o produtor, buscando novos mercados e benefícios, como o pagamento de subvenções e melhoria da infraestrutura para as cadeias produtivas”, explica o presidente da Cooperacre.

O 1º Encontro de Organizações Agroextrativistas do Acre é realizado pela Cooperativa Central de Comercialização Extrativista do Acre (Cooperacre), Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetacre), SOS Amazônia, Conselho Nacional de Populações Tradicionais (CNS) e Organização das Cooperativas do Brasil (OCB/AC), com o apoio da empresa Veja, GIZ Brasil, Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop), Secretaria de Planejamento do Acre (Seplan), por meio do Programa REM Acre – Fase II, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Universidade Federal do Acre (Ufac) e Instituto de Estudos da Amazônia (IEA).

Sobre a Cooperacre

Sua missão é trabalhar pelo desenvolvimento econômico de atividades agroflorestais sustentáveis do ponto vista ambiental, econômico e socialmente justo.

Em 2023, a Cooperacre gera cerca de 200 empregos diretos e agrega 32 associações e cooperativas ligadas à produção florestal de castanha-da-amazônia e borracha, destacando-se como a principal compradora desses produtos no Acre. Também trabalha com a produção de café, polpa de fruta e palmito.

Serviço

O que:1º Encontro de Fortalecimento da Produção Agroextrativista do Acre.

Quando: 19, 20 e 21 de março.

Onde: Sebrae (19) e Anfiteatro Garibaldi Brasil na Ufac (20 e 21).

Contato: Andréia Oliveira (99999-5813) e Bleno Caleb (68 99236 8441).