Confusão: treinador e repórter batem boca

Após o empate da tarde de ontem (5), na Arena da Floresta, contra o Atlético Acreano por 1 a 1, o técnico remista Josué Teixeira, ao ser abordado pelo cronista esportivo Francisco Pontes, Rádio Eco Acre FM 106.5, não quis responder a uma pergunta do repórter e, segundo informações, o assessor de imprensa do clube azulino Rafael Graim teria saído em ‘defesa’ do seu treinador e batido com a mão no gravador do repórter. O fato causou um grande bate-boca entre os envolvidos e só acabou com a intervenção policial.

Em entrevista a reportagem da Rádio Difusora Acreana, o cronista Chico Pontes disse que, além de ter sido impedido de trabalhar, teria sofrido agressão física do treinador azulino e do assessor de imprensa do clube paraense.