Com homenagem à Chape, Troféu Gustavo Kuerten premia esporte de SC

Os vencedores do Troféu Gustavo Kuerten foram conhecidos na noite de terça-feira, em Florianópolis. No evento, foram premiados os melhores atletas, técnicos, árbitros e equipes esportivas e paradesportiva de 2016. A cerimônia estava prevista para 30 de novembro do ano passado, mas em função do acidente com a Chapecoense, foi remarcada.

O Verdão, aliás, recebeu homenagem. Quando seria revelado o nome do melhor atleta do futebol profissional, todo o grupo foi premiado e os finalistas ou familiares receberam medalhas e o troféu da categoria foi entregue ao clube. As viúvas de Cleber Santana e Bruno Rangel subiram ao palco – ambos concorriam ao prêmio.

Durante a cerimônia, o anfitrião também foi lembrado. Gustavo Kuerten recebeu homenagens pelos 20 anos da primeira conquista de Roland-Garros. Em 8 de junho de 1997, o catarinense derrotou o espanhol Sergi Bruguera e surgiu no cenário do tênis.

Guga falou sobre os desafios dos atletas e das derrotas que fazem parte da vida de um atleta. Algo que é preciso ser sempre superado.

Quando eu não ganhava me sentia ainda mais motivado para persistir e sorrir todos os dias – destacou.

A lista dos 15 vencedores do Troféu Gustavo Kuerten

O Melhor Atleta: Felipe Wu – Tiro esportivo

A Melhor Atleta: Jéssica Maier – Ginástica rítmica

O Melhor Atleta Paradesportivo: Ymanitu Silva

A Melhor atleta paradesportiva: Sheila Finder – Atletismo

O Melhor atleta de futebol profissional: Associação Chapecoense de Futebol

O Atleta Revelação: Tainan Dalpra Costa – Jiu-jitsu

O Atleta Revelação Paradesportivo: Izabela Dias de Souza – Natação

A Melhor Entidade Esportiva: Associação Desportiva Guaraciaba – vôlei

A Melhor Entidade Paradesportiva: AFADEFI – Basquete em cadeira de rodas

O Melhor Técnico: Vanderlei Machado de Oliveira – Caratê

O Melhor Técnico do Paradesporto: Ana Maria Fonseca Teixeira – Basquete em cadeira de rodas

A Melhor Equipe Esportiva: Associação Rio do Sul Vôlei

A Melhor Equipe Paradesportiva: Fundação Catarinense de Educação Especial – Bocha Paralímpica

O Melhor Árbitro: Cristiano Maranho – Basquete

O Melhor Árbitro do Paradesporto: Deivis Elton Schlickmann – Atletismo