Cartório de Boca do Acre realiza 11 cerimônias de casamento pela internet

Em tempos de pandemia, que o distanciamento social e as medidas sanitárias são prementes e salvam vidas, tudo se reinventa, para, pelo menos nesse contexto, continua funcionando, cumprindo os objetivos. É assim que está acontecendo com o Cartório de Boca do Acre, que vem se modernizando, adequando-se às exigências do mundo atual.

As demandas por emissão de documentos e os demais serviços cartorários não param. O que também não cessa é o desejo das pessoas que oficializar a relação conjugal. Mas como realizar casamento em meio ao caos provocado pelo Novo Coronavírus? Como o Juiz de Direito da Comarca de Boca do Acre vai realizar os casamentos?

A tendência era tudo parar, mas não, não foi esse caminho que seguiu o Cartório de Boca do Acre. Prova disso é que no início deste ano de 2021, a instituição já realizou 11 casamentos, sem desrespeitar decretos municipal e estadual, nem ir de encontro às recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde.

Você deve estar se perguntando como é que se casa com tanta restrição? À distância, assim como as aulas remotas da Secretaria Estadual de Educação, assim como as muitas reuniões e convenções que estão sendo arranjadas pelo Brasil e pelo mundo à fora.

O Cartório de Boca do Acre lançou mão do aplicativo oferecido pelo Google, chamado Google Meet, que permite encontro de pessoas de diferentes partes do planeta, sem que elas saiam de casa. Pois foi assim que mais de uma dezena de casamentos foram oficializados no município, e diga-se de passagem, cumprindo todo o rito, como se os casais estivessem na frente do juiz Otávio Augusto, presencialmente.

Eles estavam diante do juiz, mas por meio do aplicativo, que não os impediu de dizer sim, e ainda receber toda a documentação oficial do evento, como bem destacou tabeliã Patrícia da Silva Dias Amaral.

“O juiz de Boca do Acre realiza a cerimônia de forma virtual, assinando o registro de casamento eletronicamente. Ressaltando que são os mesmos documentos e procedimentos do presencial”, disse a tabeliã.