Connect with us

Cotidiano

Campanha de vacinação contra influenza termina dia 26

A Campanha de vacinação contra a influenza vai até o dia 26 de maio. Com a proximidade do termino do período de campanha, a secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco (SEMSA) alerta a população que compõe os grupos prioritários para que procurem os postos de saúde para receber a dose da vacina.

Published

on

A Campanha de vacinação contra a influenza vai até o dia 26 de maio. Com a proximidade do termino do período de campanha, a secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco (SEMSA) alerta a população que compõe os grupos prioritários para que procurem os postos de saúde para receber a dose da vacina.

Em Rio Branco, a meta é vacinar 89 mil pessoas do público alvo. Até o momento, apenas 26.522 procuraram as unidades de saúde. O que corresponde a 39,25% do total que deve ser imunizado na capital.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica da SEMSA, Socorro Martins, diz que nenhum dos grupos prioritários se aproximou da meta que é vacinar 90% do estipulado.

Além disso, a coordenadora apela para que a população procure os postos de saúde e receba a dose da vacina que tem validade de um ano. “A campanha termina dia 26, e nós ainda não alcançamos nem 40% do esperado. Por isso convidamos as pessoas que procurem as unidades de saúde”, diz.

A coordenadora diz que o município tem intensificado as ações para chamar a atenção, principalmente porque até o momento, não indicio de que a campanha seja prorrogada pelo Ministério da Saúde. “Por isso é importante que se vão quanto antes. Pedimos às pessoas que não deixem para a última hora.”

Advertisement

Uma das medidas adotadas pela secretaria de saúde é a vacinação nas escolas de ensino infantil e creches. “Nós pedimos a autorização prévia dos pais e vacinamos as crianças”, relata Socorro.

Fazem parte do grupo prioritário crianças de seis meses a menor de cinco anos, gestantes, puérperas (mulheres que estão no período de até 45 dias após o parto), idosos (a partir de 60 anos), profissionais da saúde, povos indígenas, pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional, além de portadores de doenças crônicas e outras doenças que comprometam a imunidade.

Ao final da campanha, as doses da vacina que restarem serão disponibilizadas para a população que não está incluída em nenhum dos grupos prioritários.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *