Ícone do site Jornal Opinião

Cadastro de mediadores tem apenas um registro no Acre

Cadastro de mediadores tem apenas um registro no Acre

Cadastro de mediadores tem apenas um registro no Acre

O Acre possui apenas uma pessoa registrada no Cadastro Nacional de Conciliadores e Mediadores, profissionais voluntários aptos a facilitar a negociação de conflitos em processos judiciais e extrajudiciais, disponível para a população de todo o País. De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a ferramenta indica profissionais e seus e-mails, além de um minicurrículo. São Paulo lidera com 1.747 registrados. Goiás vem na sequência, com 206 cadastrados.

Com o cadastro é possível escolher desde conciliadores/mediadores voluntários (gratuitos), como profissionais que cobram pelo trabalho. O cadastro é administrado pelo Tribunal de Justiça do Acre, semelhantemente aos demais estados. Os tribunais recebem e avaliam os dados encaminhados pelos profissionais. Para ser um conciliador/mediador, é preciso estar capacitado e, além da etapa teórica, é necessário que o profissional tenha finalizado estágio supervisionado de, no mínimo, 60 horas.

Sair da versão mobile