Boca do Acre tem campeão e vice-campeã no Campeonato Acreano de Ciclismo

Mais uma vez, mas dessa vez muito melhor, com gosto de título, com sabor de vitória e de história, com Boca do Acre impondo respeito no estado do Acre, colocando todos os seus atletas no pódio da quinta e última etapa do Campeonato Acreano de Ciclismo de Estrada, que aconteceu no último domingo (25), no circuito da avenida Amadeo Barbosa, no segundo distrito da capital acreana.

A competição é realizada pela Federação Acreana de Ciclismo (FAC).

Mesmo com todo o sofrimento e stress de uma viagem cansativa, os representantes de Boca do Acre correram, concorreram e marcaram história vencendo e ocupando lugares de destaque nas cinco primeiras posições em suas categorias.

Vitória com V maiúsculo
Quem primeiro competiu foi Fernanda Souza, que enfrentou a nata da elite acreana e não tomou conhecimento das concorrentes, imprimiu um ritmo forte logo na primeira volta, ganhou distância, manteve o passo, e como se diz na linguagem ciclística, “ficou escapada”, ou seja, na dianteira das demais, sem ser ameaçada em nenhum momento.

Foi uma corrida soberana dela que está apenas no seu segundo ano de campeonato. Depois de 45 minutos de prova, Fernanda cruzou a linha de chegada conquistando a sua primeira vitória em solo acreano, o que garantiu a ela o vice-campeonato no ranking geral, ficando a apenas um ponto atrás da primeira colocada.

O campeão
Val Zambianch correu para cumprir tabela, uma vez que o primeiro título de campeão acreano de ciclismo já estava garantido desde a quarta etapa. Val venceu em todas as cinco etapas na categoria Master A, sem dar chance para os concorrentes. Foi o primeiro título do bocacrense, que participada da competição no estado vizinho desde 2015.

William França, que correu na mesma categoria de Zambianch, conquistou a segunda posição na etapa, e na somatória dos pontos, terminou o campeonato na terceira posição. O que para ele foi um feito histórico, pois ainda se recupera de um acidente que culminou com uma costela quebrada.

Ryan do sprint
Quem também pedalou bonito, foi o jovem de apenas 15 anos de idade, Ryan Santiago, que no meio das feras, não se intimidou, e na chegada mostrou o que sabe fazer bem: sprintar forte e ficar entre os melhores. E assim foi, uma vez que o garoto terminou a prova em segunda lugar.

Doutor no pedal
Em quarto lugar ficou o advogado Adenir Costa, que mesmo deixando de participar em uma das etapas, ainda obteve pontos o suficiente para ficar em quarto lugar no ranking geral da categoria Iniciante.

Etapa complicada
Os ciclistas falaram sobre a grande dificuldade que foi participar da última etapa. “Saímos de Boca do Acre às quatro e meia da madrugada, andamos por mais de três horas, chegamos ao local da prova com sono, cansados, fomos montar nosso equipamento e nos preparar para enfrentar os melhores do Acre, mas ainda bem que nosso esforço foi recompensado com vitórias e destaques”, disse o ciclista Val Zambianch.

“Durante a prova eu senti as pernas cansadas, e acredito que tenha sido devido a uma noite mal dormida e o cansaço da viagem, mas deu tudo certo, e por isso estamos felizes”, destacou William França.

Adenir Costa, que já provou que é bom em leis, também deu provas de que tem talento sobre duas rodas, mesmo com tantos contratempos. “Estávamos cansados demais, poderíamos ter feito uma prova muito melhor, mas eu senti o cansaço, e o corpo não obedecia aos comandos, mas mesmo assim conseguimos estar entre os cinco melhores”, destacou o advogado.

Gratidão
Os ciclistas fizeram questão de destacar o apoio fundamental dos patrocinadores, que colaboraram para que a equipe pudesse se deslocar até o estado vizinho e participar da corrida.

Patrocinadores
Secretário Municipal de Saúde Manuel Barbosa
Vereadora Taísa Onofre
Barbearia do Totó
Micro WP
Lamour Boca do Acre
Mary Costa Blusas