Boca do Acre perde Raimundo Silva do Nascimento, o “Raimundinho”

Raimundo Silva do Nascimento, ou também como ficou conhecido o “Raimundinho do PT”, ou simplesmente Raimundinho, partiu de surpresa, assim como o próprio e toda a família foram surpreendidos por um ataque fulminante do coração, que não poupou a vida daquele que se doou pela causa bocacrense.

Raimundinho faleceu na tarde desta quarta-feira (7), na capital acreana, em razão de um infarto.

Como empresário e político, Raimundinho nunca economizou ao empregar a totalidade de forças para ver uma Boca do Acre próspera, digna, um lugar ideal, onde o bocacrense pudesse habitar e prosperar.

Na política, ele se notabilizou por ser aguerrido, corajoso e incansável, tanto que obteve com sucesso dois mandatos no parlamento bocacrense, entre os anos de 2001 e 2008, Raimundinho “ia pra cima”, como se diz na linguagem popular.

Sempre se posicionou na oposição, e cumpria seu papel com maestria, fiscalizando o Poder Executivo e propondo incansavelmente as melhorias que o povo precisava.

Em 2008, Raimundinho compôs a chapa vitoriosa, junto com Dorinha, vencendo o pleito eleitoral e tornando-se, vice-prefeito e prefeita de Boca do Acre.

Atualmente, Raimundinho exercia um cargo de assessoria especial do governo do prefeito Zeca Cruz. Antes, ele exerceu por quatro anos, de 2017 a 2020, a titularidade da Secretaria Municipal de Produção.

As redes sociais foram tomadas de várias homenagens, todas reconhecendo o importante papel por ele executado em Boca do Acre, exaltando suas qualidades.