Bahia Grupo City: Presidente fala sobre mudanças no clube

No CNN Esportes S/A desta semana, Emerson Ferretti, presidente do Esporte Clube Bahia, destacou a expertise do grupo City em gerir clubes de futebol.

A gente conseguiu o melhor parceiro possível dentro desse cenário mundial de investidores que é o Grupo City, que tem uma expertise muito grande. O Bahia é o décimo terceiro clube que o Grupo City administra ao redor do mundo, e tem um poderio financeiro muito grande. Isso vai ajudar muito o Bahia no trabalho daqui pra frente.

Emerson Ferretti

Eleito no fim do ano passado, o ex-goleiro explicou que o associativo não comanda o futebol do clube. Este trabalho está totalmente nas mãos do City, que adquiriu 90% do clube.

“O Bahia não estava desesperado, logicamente tinha dívidas, as dívidas inclusive impactaram no dia a dia do clube, porque impedia que tivesse um investimento maior no futebol, mas não era um clube que estava desesperado com uma dívida impagável. Então isso fez com que a gente pudesse negociar com tempo com o Grupo City e formatasse um modelo de negócio que fosse atrativo para o Bahia e para o City”, complementou.

Aportes financeiros

Em pouco menos de um ano com a SAF do clube comandada por estrangeiros, o Bahia já teve a sua dívida, que girava entre R$ 250 e R$ 300 milhões, praticamente liquidada.

“O Bahia tinha uma dívida em torno de 250 a 300 milhões, e dentro da negociação essa dívida foi negociada pelo Grupo City e foi liquidada. Na verdade o que a gente tem hoje após a menos de um ano de fechamento do closing, em maio do ano passado o Grupo City teria três anos para quitar toda a dívida do clube, e eles já fizeram em menos de um ano, já quitaram 80% e todo o resto já está assumido por eles”.

Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

 

Este conteúdo foi originalmente publicado em Bahia Grupo City: Presidente fala sobre mudanças no clube no site CNN Brasil.