Sextou Opinião

Bom dia! Boa tarde! Boa noite!

Por aqui novamente. Obrigado pelos insights positivos da galera que está lendo a coluna.

Muita gente querendo saber como migrei do esporte para a política. Depois conto. Sempre vivi esses bastidores, e ainda vivo o esporte.

Enfim: “Tudo vale a pena se alma não for pequena” ( F. Pessoa)

Lá pelas bandas da República tupiniquim, tudo calmo devido ao recesso parlamentar, pelo menos aparentemente.

E o ouro vai para o centrão, ops! Cofre.

Mesmo com o recesso da CPI da Covid-19, Jair continua derretendo.

Restando um ano e dois meses para próxima eleição, uma terceira via ainda não conseguiu se viabilizar para eleição presidencial. Será que não conseguiremos dar fim a essa maléfica polarização?

E o voto impresso? Segundo Barroso, o discurso de fralde é de quem não aceita a democracia.

Pazuello afirma na Federal que avisou verbalmente a Bolsonaro, sobre suspeitas na negociação com Covaxin. Será que alguém prevaricou? Segue a saga.

É muito rolo!

Gladson Cameli e Roberto Barroso, defendem o voto eletrônico em cerimônia aqui na terrinha.

A democracia é um lugar onde os diferentes convivem em harmonia, palavras de Barroso.

Só sente saudades da ditadura quem perdeu a esperança no futuro. ( Barroso) Um lorde.

E por falar em terrinha, aqui tem rolo também. É a rachadinha sucupira. Segundo denúncias, os valores repassados variavam entre; 50 a 1.000 reais, dependendo do cargo.

Valdete Souza, diretora da Codisacre, seria a nossa versão de saias do Queiroz. O suposto caso de rachadinha deve ser investigado com rigor, e caso se verifique culpa, punição exemplar e justa. Confio na justiça ainda, alguns cidadãos não mais.

E como falou Rui Barbosa; “De tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.”

A política é mesmo muito dinâmica, partidos políticos correm para atualizar seus quadros visando 2022.

Enquanto isso, Minoru continua analisando os cenários. A paciência é de uma das suas muitas virtudes. Com sua capacidade de gestão merece um mandato, portanto a leitura não pode ser errada.

David Hall( Cidadania) e Jenilson leite ( PSB) devem se apresentar como a terceira ou a “outra” via. Será que conseguem?

Jenilson Leite(PSB), tem o aval da executiva nacional para tocar sua candidatura com estrutura para rivalizar com a polarização entre Gladson e Petecão. Aguardemos.

Jorge Viana será o nosso entrevistado na próxima edição do “Sextou” política. Aguardem!

Por hoje é só!

“Não me distraio com miudezas”…(Barroso)

Sigamos!

Após três anos falando em ‘fraudes eleitorais’, Bolsonaro faz live com notícias falsas e admite não ter provas das acusações

Presidente usou vídeos antigos de internet, já desmentidos por órgãos oficiais, e convidou 'especialista' identificado apenas como Eduardo. 'Não temos provas, vou deixar bem claro, mas indícios', disse Bolsonaro.

O presidente Jair Bolsonaro admitiu, em live nesta quinta-feira (29), que não tem provas para afirmar que haja risco de fraude no sistema atual de urnas eletrônicas – ou que as últimas eleições realizadas no país tenham sido fraudadas.

Bolsonaro convocou veículos de imprensa e usou a emissora pública de televisão para uma transmissão em tempo real na qual, segundo anunciou, seriam mostradas “provas” das fraudes.

O presidente e um “especialista” – identificado apenas como “Eduardo, coronel do Exército e analista de inteligência” – falaram por mais de duas horas. Mas, em vez de provas, apresentaram uma série de notícias inverídicas e vídeos que já foram desmentidos diversas vezes por órgãos oficiais.

“Os que me acusam de não apresentar provas, eu devolvo a acusação. Apresente provas de que ele não é fraudável”, declarou Bolsonaro em determinado momento.

“Não tem como se comprovar que as eleições não foram ou foram fraudadas”, disse, minutos depois.

“Não temos provas, vou deixar bem claro, mas indícios que eleições para senadores e deputados podem ocorrer a mesma coisa. Por que não?”, apontou em um terceiro momento.

Uso de notícias falsas

G1 e a TV Globo questionaram a Secretaria de Comunicação do governo sobre a identidade do analista Eduardo. A equipe de Bolsonaro disse não saber o nome completo e o cargo do “especialista”, que ficou sentado ao lado do presidente durante as mais de duas horas de transmissão.

Ao iniciar a apresentação, Eduardo afirmou que mostraria “fatos, acontecimentos”. Na prática, mostrou material que já foi amplamente desmentido.

“Esses vídeos, todos eles estão disponíveis na internet. E por que nós fizemos questão de buscar nessa fonte? Porque é o povo. Essas pessoas não foram pagas para fazer isso, elas demonstraram interesse em ter uma democracia melhor, mais avançada, mais justa e transparente”, declarou.

O material apresentado por Eduardo incluiu, por exemplo, vídeo antigo em que um programador dizia simular o código-fonte de uma urna eletrônica para, em seguida, mostrar supostas formas de fraudar o sistema.

Fato ou Fake, serviço de checagem de fatos do grupo Globo, já mostrou que essas simulações de urna não correspondem à realidade. V

“Em termos de dispositivo de hardware, a urna é um computador. Porém, não é um computador comum de mercado, mas sim projetado conforme exigências estabelecidas pelo TSE para garantir a segurança de seu hardware”, explica o Tribunal Superior Eleitoral, em nota.

A apresentação no Palácio da Alvorada recorreu a outro boato já desmentido por órgãos oficiais: o de que a “estabilidade” nas divulgações parciais da apuração dos votos em São Paulo, nas eleições municipais de 2020, seria um indício de fraude.

Como mostrou o Fato ou Fake, esta estabilidade é comum, se manteve praticamente ao longo de toda a apuração e já aconteceu em anos anteriores, inclusive em eleições maiores.

MPAC doa cobertores para campanha solidária do gabinete da primeira-dama do Estado

Também esteve presente na reunião, a secretária de Assistência Social dos Direitos Humanos e de Políticas para Mulheres, Ana Paula Lima.

A procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, entregou nesta quinta-feira, 29, um total de 100 cobertores para serem doados à população vulnerável de Rio Branco, através da campanha “Doe agasalho, solidariedade aquece”, do gabinete da primeira-dama do Estado do Acre, Ana Paula Cameli.

A primeira-dama assinou e termo de recebimento dos cobertores e disse à PGJ que as doações recebidas através da campanha estão sendo destinadas a pessoas em situação de rua, Lar dos Vicentinos, Centro POP, Educandário Santa Margarida e Instituto Socioeducativo (ISE). Também esteve presente na reunião, a secretária de Assistência Social dos Direitos Humanos e de Políticas para Mulheres, Ana Paula Lima.

“Lançamos mais essa campanha em razão da nova frente fria que chegou ao estado essa semana, para atender as pessoas que necessitam do nosso olhar nesse momento. Obrigada à doutora Kátia e ao Ministério Público que sempre nos ajuda em todos os sentidos, para nos orientar, sobretudo, nessa pandemia que o órgão foi bem presente nas ações do governo, orientando e acompanhando. Gratidão a essa instituição”, agradeceu a primeira-dama.

A chefe do MP acreano colocou o MPAC à disposição das ações solidárias encabeçadas pelo gabinete da primeira-dama e a parabenizou pelo trabalho social que está fazendo no estado. “Parabenizo-a por mais essa iniciativa e todo o trabalho que está desenvolvendo nas questões sociais. A primeira-dama tem se revelado uma pessoa comprometida com as causas do nosso estado, que orgulha todas nós mulheres. É uma referência para todas nós”, disse a PGJ. (Agência de Notícias do MPAC)

Sindmed-AC: falta de luvas para procedimentos ainda persiste no Huerb

O problema no fluxo de distribuição do equipamento de proteção individual foi constatado durante visita realizada pelo Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC), na sexta-feira, 16.

Com a deficiência no fornecimento de luvas para procedimentos, os médicos e demais servidores do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) estão obrigados a atuar com maior exposição a contaminações. O problema no fluxo de distribuição do equipamento de proteção individual foi constatado durante visita realizada pelo Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC), na sexta-feira, 16.

Segundo os trabalhadores, para conseguir uma caixa de luvas é preciso ficar disputando o produto e realizando pedidos reiterados para que seja fornecido. Enquanto o item de segurança não chega, os profissionais se arriscam para salvar vidas.

O presidente do Sindmed-AC, Guilherme Pulici, ainda verificou a falta de Dormonid para a sedação de pacientes que precisam realizar procedimentos invasivos. O resultado é o uso de medicamentos alternativos que não são tão eficazes, ocasionando o sofrimento do paciente.

Os representantes da entidade sindical ainda verificaram que a Sala de Emergência Clínica (SEC) está sendo utilizada para fins de atendimento semi-intensivo, mas os médicos não estariam sendo remunerados de forma equivalente à função exercida, deixando de receber gratificações, enquanto ficam doentes.

“Constatamos ainda que os médicos lotados na Sala de Emergência Clínica estão sendo desvalorizados. Eles salvam vidas e estão sendo usados pelo Estado e descartados quando estão doentes. É necessário oferecer algum incentivo para que eles possam atuar de forma decente em um setor tão vital”, protestou o presidente do Sindicato.

No interior, Presidência da OAB/AC faz levantamento de necessidades da advocacia

Os encontros tiveram o objetivo de escutar a advocacia dos municípios das macrorregiões do interior do estado sobre os desafios da classe.

Advogados das regiões de Tarauacá/Envira e do Juruá receberam a visita da Presidência da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Acre (OAB/AC) na última semana. Os encontros tiveram o objetivo de escutar a advocacia dos municípios das macrorregiões do interior do estado sobre os desafios da classe e os avanços já conquistados nos últimos três anos de gestão.

Os profissionais das cidades de Sena Madureira, Manoel Urbano, Feijó, Tarauacá e Cruzeiro do Sul puderam compartilhar – presencialmente – com os dirigentes da Seccional acreana os problemas que têm enfrentado para exercer a profissão. Segundo o presidente da entidade, Erick Venâncio, esta escuta ativa faz parte do projeto de interiorização dos serviços da Ordem nos municípios, iniciado em 2019.

“Apesar da pandemia, nós sempre estivemos muito próximos da advocacia do interior. E este é o momento que sentamos para dialogar, colher críticas, sugestões e preparar novos projetos para o futuro, a partir daquilo que a advocacia entende ser o mais adequado”, explica Venâncio. O presidente ressalta que os profissionais do Alto Acre ao Juruá precisam ter condições dignas de trabalho para exercerem bem as suas funções diárias.

Também estiveram presentes nas visitas a vice-presidente da OAB/AC, Marina Belandi, que aproveitou a oportunidade para levantar demandas relacionadas às violações de prerrogativas, e o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados (CAA/AC), Thiago Poersch, que apresentou os benefícios, projetos e auxílios da instituição voltados à classe.

Presidente do Sincon visita Comando da PM e conhece novo fardamento da corporação

Na oportunidade, ela conheceu o novo fardamento da corporação, que mudará da cor caqui para azul escuro, chamado internamente de “azulão”.

A presidente do Sindicato das Indústrias de Confecções e Correlatas do Estado do Acre (Sincon), Raimunda Holanda de Paula, fez uma visita na manhã desta quinta-feira, 29 de julho, ao Comando da Polícia Militar do Acre (PMAC). Na oportunidade, ela conheceu o novo fardamento da corporação, que mudará da cor caqui para azul escuro, chamado internamente de “azulão”. 

Acompanhada da empresária Maria Eliza e do executivo sindical, Mozani Mariano, Raimunda Holanda foi recebida pelo comandante-geral da PM, coronel Paulo César Gomes, e pela primeira-tenente, Katianne Antoniete, que deram detalhes sobre a mudança no uniforme. “Estamos finalizando o regulamento com todos os uniformes que serão utilizados pela instituição, com imagens e breve descrição e, posteriormente, será elaborada a descrição técnica de cada fardamento, contendo medidas, tecido, coloração, bolso e tudo que estiver previsto no regulamento”, destacou Antoniete.  

O Regulamento de Uniforme (RU) deve ser publicado até setembro e o fardamento operacional, que é o mais utilizado pelos militares, deve ser licitado até o fim deste ano. O comandante diz que a mudança fará a PM do Acre voltar às raízes com a cor histórica do fardamento.  

Segundo a presidente do Sincon, o setor ficará atento ao processo de mudança do fardamento da PM e destacou que há uma política de incentivo à indústria local que pode ser usada para garantir a participação das malharias do estado na confecção desses uniformes. “É algo que pode aquecer o nosso segmento e gerar empregos. Vamos acompanhar todos os trâmites e esperamos que nossas indústrias, que têm totais condições e qualidade para executar esse serviço, sejam contempladas”, ressaltou a empresária.  

Acre registra 20 novos casos de Covid-19 e nenhuma morte pela doença nesta quinta

Número de exames aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux é de 16.

O boletim divulgado nesta quinta-feira, 29, pela Secretaria de Saúde do Acre, trouxe 20 novos casos de infecção por coronavírus e nenhuma morte pela doença no estado. O número de infectados pelo coronavírus saltou para 87.073 nas últimas 24 horas e o de morte continua 1.798.

No Acre, desde o início da pandemia, pelo menos 83.183 pessoas já receberam alta médica da doença. De acordo com o boletim, 35 seguem internadas nos hospitais de referência no tratamento da Covid-19.

O relatório também trouxe uma redução no número de exames que aguardam análises no Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Esse número que tempos atrás marcou mais de 1.000, hoje é de 16.

Mortes

Ainda de acordo com o boletim, nenhuma notificação de morte foi registrada nesta quinta-feira, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 permaneça em 1.798 em todo o estado.

Vacinação

Os dados da vacinação contra a Covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

VEJA MAIS:

BOLETIM_AC_COVID_ 29-07-2021

Sobre a ocupação de leitos no estado, acesse:

http://covid19.ac.gov.br/monitoramento/leitos

Solidariedade ao talentoso músico acreano Pedro Lucas

SOLIDARIEDADE AO MUSICO, PEDRO LUCAS – O talentoso musico Pedro Lucas, sofreu recentemente uma abrupta agressão no olho esquerdo, com uma chave de fenda. Ele encontra-se em São Paulo e precisa fazer uma cirurgia (para voltar a enxergar) com um dos maiores especialistas em nervo ótico do Brasil, Dr. Mauro Luis Monteiro. Além da cirurgia os custos de médicos, exames, remédios, entre outras necessidades emergenciais, tem sido bem altos. A família dele criou essa “Vakinha” como forma de contribuir com os custos médicos e de logística. https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-o-pedrinho-mayara-lima-almeida-de-lima . Qualquer contribuição será bem vinda! 


SELO UNICEF –  Para promover a garantia dos direitos de crianças e adolescentes, mobilizando e envolvendo governos estaduais e municipais, sociedade civil e setor privado, a primeira-dama do Estado do Acre, Ana Paula Cameli,  assinou na terça-feira (27) em Rio Branco, o memorando de entendimento do Selo do Fundo de Emergência Internacional das Nações Unidas para a Infância (Unicef). O Selo Unicef é uma estratégia para fortalecer as políticas públicas destinadas a crianças e adolescentes que vivem na Amazônia e em áreas de clima semiárido, principalmente a Região Nordeste. A assinatura tem como objeto a cooperação entre as partes, com foco na garantia e na redução de desigualdades sociais no Estado do Acre e tem vigência de 2021 a 2024

CELEBRAR, SAUDAR E VIBRAR com a data do nascimento. É vida! É uma data sagrada e importante para todos nós, digamos assim. Uma vez por ano chega essa data mais que especial de boas vibrações e alegrias. E para registrar esses momentos, anotamos os aniversariantes: O poeta e escritor Alessandro Borges (28.07). Jornalista Lamlid Nobre, feliz com a nova fase profissional e com o novo amor (28.07) e o assessor especial do gabinete do governador, Diego Lins (28.07)   

SALVE SIMPATIA! – Ilustrando a coluna de hoje, a sempre simpática e querida da nossa sociedade, advogada e assessora municipal, Sylvia Lustosa. Leitora assídua da coluna, que muito me honra.

Com Pix e Open Banking, quais devem ser as próximas tendências do Banking as a Service?

O Banking as a Service (BaaS) é uma solução que permite que um banco preste serviços a alguma empresa que não seja uma instituição financeira autorizada pelo Banco Central, permitindo que as mesmas possam realizar operações que sejam exclusivas de tais instituições como operações de crédito, contas digitais, oferta de investimentos entre outros, para seus clientes, fornecedores e/ou colaboradores.

Esse serviço, somado aos avanços tecnológicos, vêm permitindo que diversas empresas utilizem o BaaS e viabilizem novos negócios dentro de seus ecossistemas ou empreendam novas oportunidades, em até 30 dias com baixo investimento inicial.

O BaaS, pode oferecer soluções completas, de acordo com às necessidades de cada parceiro, contribuindo com soluções de tecnologia, complemento de serviços de BPO (Business Process Outsourcing, termo que designa a terceirização de processos de negócios), gestão de crédito, cobrança, estruturação, captação e gestão de Fundos e outros veículos de investimentos.

Impactos do Pix e do Open Banking no BaaS

Os dois lançamentos, Pix e Open Banking, podem ser considerados um fenômeno, duas inovações muito importantes no setor. O Pix já ganhou uma enorme tração e ainda vai trazer muitas novidades como subprodutos na área de cobrança, por exemplo.

O mercado financeiro está passando por uma série de mudanças, neste sentido, o Banking as a Service está aquecido em todo o mundo e o crescimento desse modelo de negócio tem como pano de fundo o open banking que aqui no Brasil ainda está começando. Ele tem como objetivo aumentar a concorrência no setor financeiro, uma vez que qualquer empresa poderá acessar os dados dos clientes e estarão em igualdade de condições com bancos maiores. Ou seja, para o cliente, o benefício é, se ele tiver um bom histórico bancário, poderá conseguir condições melhores para um empréstimo, financiamento ou qualquer outro serviço.

O serviço vai trazer uma igualdade de condições para todo mundo, entre as instituições financeiras. Sendo que a tendência dos próximos anos é uma adesão consistente da população ao open banking pois o brasileiro está aberto a aderir inovações.

Vale recordar que por muitos anos serviços financeiros foram relacionados à burocracia e não colocavam o cliente final como principal foco. Com a inserção da tecnologia no mundo corporativo, especialmente no modelo de fintechs, esse quadro começou a mudar e está se acelerando.

Hoje, o que vemos é uma completa transformação digital que apresentou novas formas de lidar com as nossas finanças. A pandemia acelerou esse processo e demos passos importantes em busca de uma revolução financeira.

A tendência que vemos no Banking as a Service é que todo mundo está querendo cada vez mais explorar o máximo de relações possíveis dentro do seu ecossistema. O mercado é enorme e tem muito espaço para novos entrantes, de várias formas para convivência harmônica e construtiva entre as fintechs e bancos tradicionais, sejam grandes ou não. E quem irá se beneficiar disso tudo seremos todos nós, os consumidores.

*Francisco Carvalho é CEO e fundador da Zipdin

FIEAC conquista vacinação prioritária para industriários

Fase da segunda dose de imunização contra covid-19 terá início na próxima semana, nos dias 5, 6 e 7 de agosto, no Ginásio do SESI.

Uma grande conquista da Federação das Indústrias do Estado do Acre (FIEAC) e do SESI/AC, a vacinação prioritária contra a covid-19 para a força de trabalho do setor industrial terá novamente, na próxima semana, uma enorme mobilização para que seja aplicada a segunda dose do imunizante. Em parceria com a Prefeitura de Rio Branco, a campanha será realizada nos dias 5, 6 e 7 de agosto, no Ginásio do SESI, localizado no bairro Manoel Julião, das 8h às 16h.

“A proposta é atender os mais de 6,7 mil trabalhadores da indústria que receberam a primeira dose na capital. Foi respeitado o intervalo de 45 dias para concluir o ciclo vacinal, seguindo orientação dos órgãos de saúde para o imunizante da AstraZeneca, e estamos prontos para dar total apoio para o avanço da vacinação dos industriários”, destaca Rosemere Azevedo, gerente de Segurança e Saúde para Indústria do SESI/AC.

Ela salienta que o SESI está intercalando a imunização contra a covid-19 com a campanha de vacinação contra a H1N1. “Após 15 dias da vacina contra o coronavírus, iniciamos a da gripe, que iremos parar e retomar somente depois de duas semanas. Nossa instituição está focada e empenhada para apoiar as empresas no sentido de reduzir o absenteísmo, para que tenham trabalhadores sadios, com melhor qualidade de vida e, consequentemente, com maior produtividade”, acrescenta Azevedo.

José Adriano, presidente da FIEAC e do Conselho Regional do SESI/AC, enaltece a parceria com a Prefeitura de Rio Branco e também o comprometimento dos colaboradores do Sistema Indústria para a celeridade da vacinação prioritária ao setor. “Há um grande esforço por parte do SESI/AC não apenas para imunização dos industriários, como também do público em geral. São praticamente 100 pessoas, entre colaboradores e prestadores de serviços, atuando diretamente na vacinação. Essa equipe de excelência já foi responsável por imunizar mais de 25 mil pessoas na capital”, acentua.

O empresário ressalta que a prioridade obtida para vacinação da força de trabalho da indústria é mais uma conquista da campanha ‘Reage, Indústria’, liderada pela FIEAC e apoiada pelos sindicatos industriais. “São várias iniciativas estratégicas que elencamos dentro desse movimento de resgate da autoestima do empresariado e a campanha de vacinação era essencial para que pudéssemos, aos poucos, retornar à normalidade nas nossas atividades”, finaliza Adriano.

Frio intenso pode causar problemas na pele, saiba como evitar

No frio, a alteração cutânea mais frequente é o prurido (coceira) provocado pela perda de água através da pele e seu consequente ressecamento.

O inverno é uma época que quase sempre causa problemas na pele, em especial o ressecamento. Nesses dias em que a meteorologia prevê um frio intenso em várias regiões do país, o médico Bernardo Gontijo, coordenador do Serviço de Dermatologia da Rede Mater Dei, dá dicas para evitar alterações cutâneas.

Segundo o médico, a pele, o maior órgão do corpo humano, desempenha múltiplas e variadas funções no nosso organismo. Fundamentalmente, atua como uma barreira que nos separa do meio ambiente impedindo a entrada de micro-organismos, alérgenos e outros agentes agressores. Adicionalmente, exerce funções de manutenção do equilíbrio térmico, é a principal sede de produção da vitamina D, promove a reparação de traumas e atua sensorialmente na percepção da dor, do tato e da temperatura.

No frio, a alteração cutânea mais frequente é o prurido (coceira) provocado pela perda de água através da pele e seu consequente ressecamento. Além disso, a escoriação da pele devido ao prurido aumenta o risco de penetração de bactéria e infeções secundárias.

“O principal cuidado é a manutenção da barreira lipídica para impedir a desidratação”, explica o médico, lembrando que hábitos que contribuem para a redução dessa camada (banhos múltiplos, longos e excessivamente quentes, uso abusivo de sabões, buchas e esponjas) devem ser evitados ou reduzidos. “Os hidratantes e emolientes, de preferência sem cor ou fragrância, devem ser usados liberalmente, várias vezes ao dia, especialmente logo após o banho.” Outro cuidado que ele indica é que a pele não seja secada vigorosamente com toalha, mas sim levemente tocada, de modo que a pele ainda esteja um pouco úmida quando o hidratante for aplicado. É importante lembrar que a hidratação adequada da pele depende fundamentalmente da ingestão generosa de água e que deve ser mantida durante todo o ano, e não apenas nos meses de verão.

Pandemia e seus efeitos na pele

Bernardo Gontijo lembra, também, que a quarentena está causando alguns problemas de pele. “A pele é classicamente um ‘órgão de choque’, ou seja, várias de nossas sensações e traumas emocionais nela se refletem”, explica. “Assim, em uma época de estresse coletivo, como o que vivenciamos com a pandemia, com restrições de deslocamento e convívio social, é natural que as psicodermatoses surjam com maior frequência”, alerta ele. A permanência domiciliar prolongada, sem exposição ao sol, pode contribuir também para a redução dos níveis de vitamina D, que deve ser monitorado e eventualmente suplementado sob supervisão médica.

Outro problema ligado à pandemia é uma condição dermatológica denominada mask-acne, que consiste em um quadro semelhante à acne juvenil, porém restrito à região centro-facial coberta pela máscara. A associação entre a hiperprodução das glândulas sebáceas induzida pelo estresse e a oclusão produzida pela máscara forma uma combinação perfeita para o aparecimento das lesões. “O quadro pode ser controlado pela higienização frequente da face com produtos para remoção da oleosidade e uso de máscara restrito às situações indispensáveis”, afirma o dermatologista.

Alerta

O médico alerta que o uso indiscriminado de corticóides como automedicação para tratar essas doenças sem se consultar com um médico pode causar muitos problemas. “O Brasil é dos poucos países do mundo que permitem a venda de corticoides orais, tópicos ou injetáveis sem prescrição médica, o principal fator da automedicação”, destaca. “Os efeitos colaterais dessa automedicação variam desde alterações exclusivamente locais (dilatação de vasos, acne, atrofia da pele, estrias, dentre outros) até a inibição das glândulas suprarrenais pela absorção do corticoide aplicado de forma extensa e prolongada na pele. “As dobras da pele (axilas, virilhas, flexuras do joelho e do cotovelo), por serem áreas mais delgadas, apresentam maior risco de absorção”, diz Gontijo. “Já o uso indiscriminado nas pálpebras é fator de risco para glaucoma.”

Comércio varejista lidera a receita e geração de empregos no Acre em 2019

Na PAC as atividades se dividem em três segmentos: comércio de veículos, peças e motocicletas; comércio por atacado; e comércio varejista.

A Pesquisa Anual do Comércio (PAC) retrata as características estruturais do segmento empresarial da atividade de comércio no Estado e permite a comparação da estrutura da atividade comercial em pontos diferentes no tempo e identificar mudanças estruturais. Na PAC as atividades se dividem em três segmentos: comércio de veículos, peças e motocicletas; comércio por atacado; e comércio varejista. 

No Acre, o setor de comércio ocupou 17 822 pessoas em 2019, registrando, portanto, aumento de 11,9% em relação a 2010 (15.921). Em salários, retiradas e outras remunerações foram pagos R$ 385 milhões, valor que superou o dobro de 2010 (R$ 187 milhões). Em 2019 as empresas comerciais registraram receita bruta de R$ 6,9 bilhões, dos quais R$ 789 milhões foram auferidos no segmento de comércio de veículos, peças e motocicletas; R$ 2,3 bilhões no comércio por atacado; e R$ 3,7 bilhões no comércio varejista. 

A margem de comercialização é definida como a diferença entre a receita líquida de revenda (parcela da receita operacional líquida advinda exclusivamente da revenda de mercadorias) e o custo das mercadorias revendidas. Em 2019, no nosso estado, a margem de comercialização totalizou R$ 1,5 bilhão, sendo o comércio varejista responsável pela maior parcela (65,2%), seguido do comércio por atacado (26,4%) e comércio de veículos, peças e motocicletas (8,4%).

Mais de 73% dos empregados do comércio atuam no varejo

Das 17 822 pessoas ocupadas em empresas comerciais em 2019 no Acre, a maior parte (13 159 pessoas) estava empregada no comércio varejista, representando 73% do total de trabalhadores do comércio. Já o  comércio por atacado ocupou 16,7% desses trabalhadores, significando 2.988 pessoas. O comércio de veículos, peças e motocicletas ocupou 9,4%, ou seja, 1 675 pessoas.

A representatividade do atacado permaneceu relativamente estável nos últimos 10 anos da pesquisa, com um de acréscimo de 2,6 p.p. no período. O comércio de veículos, peças e motocicletas, teve redução de 2,5 p.p. em relação a 2010.
Gráfico, Gráfico de pizza

Descrição gerada automaticamente

Estrutura das empresas comerciais nas Grandes Regiões brasileiras

A PAC permite uma análise da estrutura regional de importantes variáveis do comércio. Os resultados de 2019 apontaram que a Região Sudeste deteve a maior parcela da receita bruta de revenda, do número de unidades locais, do pessoal ocupado e dos salários, retiradas e outras remunerações, seguida das Regiões Sul, Nordeste, Centro-Oeste e Norte. Esse ranking permaneceu constante desde o ano de 2010. 

A Região Sudeste foi responsável, em 2019, por 50,0% da receita bruta de revenda e 49,6% das unidades locais das empresas comerciais. Houve redução na participação da receita bruta de revenda no Sudeste desde 2010, quando essa Região concentrava 52,4% do total, em favor, principalmente, das Regiões Sul – que passou de 19,5% para 20,8% – e Centro-Oeste – que passou de 9,1% para 10,3% do total da receita bruta. Com relação ao número de unidades locais, a Região Sudeste também perdeu participação (-0,3 p.p. no período), porém menos que a Região Sul (-0,5 p.p.), enquanto o Centro-Oeste registrou o maior ganho de representatividade, com um aumento de 0,6 p.p. nos últimos 10 anos da pesquisa. Com relação ao total de pessoas ocupadas, a Região Sudeste apresentou o maior

ganho de participação (0,5 p.p.), mesmo já detendo a maior parcela entre as Regiões (51,9% em 2019), enquanto a Região Sul teve a maior redução na participação (-0,5 p.p.). Essa variação na representatividade dessas duas Regiões apresentou movimento inverso quando analisados os salários, retiradas e outras remunerações. As Regiões Sul e Sudeste registraram um ganho de 0,4 p.p. e uma perda de 0,2 p.p., respectivamente. A Região com a maior perda de participação, entretanto, foi a Nordeste (-0,4 p.p.), passando de 13,4% em 2010 para 13,0% em 2019.

Desagregando a atividade comercial no nível de cada Unidade da Federação, percebe-se que o Estado de São Paulo deteve a maior parcela da receita bruta de revenda no País em 2019, registrando 30,5% do total, seguido por Minas Gerais (9,6%) e Paraná (7,8%). Destacou-se também o Rio de Janeiro, que somava 8,1% da receita bruta de revenda do País em 2010 e passou a somar 6,9% em 2019, passando da terceira para a quinta posição no ranking nacional.

Entre as Grandes Regiões, vale destacar as Unidades da Federação que concentram a maior parte da receita bruta de revenda. Em 2019, na Região Sudeste, apenas o Estado de São Paulo deteve 61,1% do total; no Norte, dos sete Estados que compõem a Região, dois – Para (36,9%) e Amazonas (24,8%) – concentraram 61,7%; e, no Nordeste, dos nove Estados da Região, três – Bahia (26,8%), Pernambuco (19,8%) e Ceará (15,6%) – geraram 62,2% do total.

Algumas mudanças na representatividade das Unidades da Federação também merecem destaque. Na Região Norte, o Estado do Amazonas respondia por 31,7% da receita em 2010, caindo para 24,8% em 2019 (-6,9 p.p.), enquanto o Tocantins cresceu de um patamar de 6,1% para 13,2% (7,1 p.p.) no mesmo período.

Na mira de Bolsonaro, voto eletrônico vira alvo de ataques e pauta do Congresso

Neste episódio do E Tem Mais, Carol Nogueira fala sobre os ataques ao voto eletrônico liderados por Bolsonaro e ampliados pelos grupos que o apoiam.

O sistema eletrônico de votação do Brasil se tornou alvo recorrente de críticas do presidente Jair Bolsonaro ao longo das últimas semanas. Ele e seus aliados mais próximos no Congresso defendem a proposta de mudança para um “voto impresso auditável” e buscam apoio para o projeto que deve ser analisado por uma comissão especial no próximo dia 5, depois do retorno do recesso parlamentar. Mas a ideia enfrenta a oposição de boa parte dos presidentes de partidos e de figuras importantes da Justiça Eleitoral, que citam as características e o histórico da urna eletrônica como evidências da segurança e credibilidade do processo eleitoral brasileiro.

Neste episódio do E Tem Mais, Carol Nogueira fala sobre os ataques ao voto eletrônico liderados por Bolsonaro e ampliados pelos grupos que o apoiam. Para entender melhor os argumentos contra o sistema de votação, as características concretas e o nível de segurança do modelo adotado no Brasil, ela conversa com o ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Velloso, ex-presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), e com o analista de política da CNN Gustavo Uribe.

Rebeca Andrade leva prata inédita no individual geral da ginástica artística

Brasileira conquista a primeira medalha do país na decisão que premia o ginasta mais completo em quatro provas
Rebeca Andrade na final da prova individual geral da ginástica artística
Rebeca Andrade na final da prova individual geral da ginástica artísticaCrédito: Jamie Squire – 29.jul.2021/Getty Images

A brasileira Rebeca Andrade conquistou nas Olimpíadas de 2020, nesta quinta-feira (29), uma inédita medalha para a ginástica artística do país. A ginasta ficou com a medalha de prata no individual geral, que premia a atleta com a performance mais completa em quatro aparelhos. Foi, também, o primeiro pódio de uma mulher brasileira na ginástica artística dos Jogos Olímpicos.

Rebeca terminou as quatro provas – salto, barras assimétricas, trave e solo – com 57.298, menos de dois décimos atrás da norte-americana Sunisa Lee (57.433). A russa Angelina Melnikova, que também estava na disputa pelo ouro, foi bronze, com 57.199.

Ela chegou até o último aparelho, o solo, com boas chances de levar o ouro. Ao som do hit funk “Baile de Favela”, Rebeca fez uma apresentação contagiante. A brasileira, no entanto, pisou duas vezes fora do tablado, o que tirou alguns décimos de sua nota, e não conseguiu superar a norte-americana.

Rebeca Andrade sentada no tablado ao fim de sua apresentação no solo
Rebeca Andrade fecha apresentação no solo e garante prata no individual geral da ginástica artísticaCrédito: AP Photo/Natacha Pisarenko

Com uma performance um pouco melhor que a brasileira, Sunisa Lee, 18, cravou 13.700 no solo e herdou a medalha de ouro conquistada por Simone Biles nos Jogos do Rio de Janeiro. 

Rebeca tem chances ainda de levar mais duas medalhas nas Olimpíadas 2020, nas finais do salto, no próximo domingo (1º), e do solo, na segunda (2).

Disputa equilibrada em todos aparelhos

Rebeca começou a disputa justamente no salto, seu aparelho mais forte e onde também se classificou para a final. Ela marcou 15.300 – a melhor entre as finalistas de sua rotação – e assumiu a primeira posição.

Rebeca Andrade nas barras assimétricas na final da ginástica feminina
Rebeca Andrade nas barras assimétricas na final da ginástica femininaCrédito: Natacha Pisarenko – 29.jul.2021/AP

Na sequência, foi para as barras assimétricas, fez uma boa apresentação e melhorou sua participação em relação às classificatórias – alcançou 14.666, contra 14.200 da nota tirada no domingo (25).

Na trave, com uma apresentação segura, ela conseguiu a nota de 13.266, mas houve de pedido de revisão para os juízes, que aumentaram a nota em quatro décimos. Isso fez com que a brasileira chegasse ao último aparelho, o solo, na segunda posição, atrás apenas de Sunisa Lee.

A 5ª medalha do país na ginástica

Essa é a quinta medalha da história do país na ginástica artística das Olimpíadas, inédita tanto entre as atletas brasileiras quanto na tradicional prova do individual geral.

Arthur Zanetti foi o primeiro a conseguir o pódio, conquistando o ouro em 2012 e a prata em 2016, sempre nas argolas. Na disputa do solo nas Olimpíadas do Rio, Diego Hypólito foi prata e Arthur Nory levou o bronze.

Mayra Aguiar conquista bronze no judô na Olimpíada de Tóquio

Gaúcha se tornou a 1ª judoca do país a faturar três medalhas olímpicas.

A gaúcha Mayra Aguiar conquistou feito inédito na manhã desta quinta-feira (29) após conquistar medalha de bronze na categoria meio-pesado (até 78kg) do judô na Olimpíada Tóquio. A sexta medalha do Brasil veio com a vitória de Mayra contra a sul-coreana Hyunji Yoon, que foi imobilizada por 20 segundos no Nippon Budokan, templo das artes marciais na capital japonesa. A judoca se tornou a primeira mulher a conquistar três medalhas olímpicas em um esporte individual. Ela já havia levado o bronze nos Jogos de Londres (2012) e na Rio 2016.

Mayra também se tornou hoje (29) a única judoca brasileira, no feminino e masculino, a subir no pódio em três edições dos Jogos Olímpicos. Esta foi a 24ª medalha conquistada pelo judô na história das Olimpíadas.

Quem levou a medalha de ouro na categoria até 78 kg foi a japonesa Shori Hamada, que derrotou a francesa Madeleine Malonga, que ficou com a prata. A outra medalha de bronze foi para a alemã Ana-Maria Wagner.

Rumo ao bronze

Na estreia, Mayra Aguiar venceu a israelense Inbar Lanir por ippon aos 40 segundos de combate. Em seguida, nas quartas de final, ela perdeu para a alemã Anna-Maria Wagner após sofrer um wazari. Na repescagem, a judoca de 29 anos (faz 30 em 3 de agosto) derrotou Aleksandra Babintseva, do Comitê Olímpico Russo (ROC, na sigla em inglês) em luta que foi definida com a adversária tomando três penalidades (Shido), enquanto Mayra levou apenas uma.

O primeiro judoca brasileiro a subir ao pódio em Tóquio foi Daniel Cargnin, de 23 anos, na categoria meio-leve (até 66kg). No último domingo (25) ele também faturou o bronze ao derrotar o israelense Baruch Shmailov.

Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em novembro

Beneficiários do Bolsa Família com NIS 9 também recebem hoje.

Trabalhadores informais nascidos em novembro recebem hoje (29) a quarta parcela da nova rodada do auxílio emergencial. O benefício tem parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a três semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta-corrente.

Também hoje, beneficiários do Bolsa Família com o Número de Inscrição Social (NIS) de dígito final 9 poderão sacar o benefício.

No último dia 15, a Caixa anunciou a antecipação do pagamento da quarta parcela. O calendário de depósitos, que começaria no último dia 23 e terminaria em 22 de agosto, teve o início antecipado para o último dia 17 e será concluído amanhã (30). 

Ao todo, 45,6 milhões de brasileiros serão beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial. O auxílio será pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020.

Crédito em poupança social digital

Mês de nascimentoDia do crédito
Janeiro17 de julho
Fevereiro18 de julho
Março20 de julho
Abril21 de julho
Maio22 de julho
Junho23 de julho
Julho24 de julho
Agosto25 de julho
Setembro27 de julho
Outubro28 de julho
Novembro29 de julho
Dezembro30 de julho

Saque em dinheiro

Mês de nascimentoDia do crédito
Janeiro02 de agosto
Fevereiro03 de agosto
Março04 de agosto
Abril05 de agosto
Maio09 de agosto
Junho10 de agosto
Julho11 de agosto
Agosto12 de agosto
Setembro13 de agosto
Outubro16 de agosto
Novembro17 de agosto
Dezembro18 de agosto

Bolsa Família

Para os beneficiários do Bolsa Família, o pagamento ocorre de forma distinta. Os inscritos podem sacar diretamente o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês, com base no dígito final do NIS.

O pagamento da quarta parcela aos inscritos no Bolsa Família começou no último dia 19 e segue até o dia 30. O auxílio emergencial somente será depositado quando o valor for superior ao benefício do programa social.

Número final do NISDia da liberação
119 de julho
220 de julho
321 de julho
422 de julho
523 de julho
626 de julho
727 de julho
828 de julho
929 de julho
030 de julho

Em todos os casos, o auxílio será pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada.

O programa se encerraria neste mês, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores para as parcelas.

Campanha Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica agora é lei

Sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, a medida define ações de cooperação entre o Poder Público e entidades privadas, a partir da utilização de um X" vermelho na palma da mão como forma de denúncia contra um agressor.

A marcação de um “X” vermelho na palma da mão como forma rápida e discreta de denúncia contra um agressor. Essa é uma das medidas constantes em lei sancionada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, nesta quarta-feira (28). Inspirada na campanha Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica, a nova norma também altera o Código Penal (CP) para incluir lesão corporal por razões da condição de sexo feminino, além de tipificar o crime de violência psicológica contra a mulher.

No âmbito da iniciativa, a lei cria o Programa de Cooperação “Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica”, com o intuito de promover ações conjuntas entre os Três Poderes, Ministério Público, Defensoria Pública, estados, municípios e instituições privadas.

Presente na solenidade, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, celebrou a iniciativa. “Este ato mostra o compromisso do Governo Federal com o enfrentamento à violência contra a mulher. Em dois anos e meio, sancionamos diversas leis de proteção ao segmento feminino. Em breve nós também vamos contar com o Plano Nacional de Enfrentamento ao Feminicídio (PNEF). Este é um governo que prioriza as mulheres”, disse.

Sobre a campanha, a ministra citou experiências vividas pelo país. “Esse X representa uma conscientização, uma iniciativa que já pegou no Brasil inteiro. Têm crianças fazendo peças de teatro sobre isso, nós já temos o que comemorar”, completou.

Legislação

Durante a atual gestão, houve a atualização de legislações que tratam sobre a pauta da mulher. Uma delas foi a Lei nº 14.132, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em abril. Com a medida, os atos de perseguição agora estão incluídos no Código Penal. A norma também inclui como agravantes a violência contra mulheres, crianças, idosos e adolescentes, mediante uso de arma de fogo ou quando cometido por mais de uma pessoa.

Novas leis também determinaram o trabalho remoto para gestantes durante a pandemia, instituíram o formulário unificado de enfrentamento à violência contra a mulher, garantiram a validade dos pedidos de exames médicos durante toda a gestação ou puerpério e incluíram a prevenção à violência contra a mulher no currículo da Educação Básica.

Campanha

Uma iniciativa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), a Campanha Sinal Vermelho foi lançada no ano passado, com o apoio do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). A ideia inicial é que a mulher consiga pedir ajuda em farmácias ou drogarias com um “X” vermelho na palma da mão, desenhado com batom ou qualquer outro material.

Atualmente as vítimas já podem contar com o apoio de mais de 10 mil farmácias em todo o país, cujos atendentes, ao verem o sinal, imediatamente acionam as autoridades policiais. A escolha desse tipo de estabelecimento se deu porque permanece aberto mesmo em eventual caso rigoroso de confinamento e fechamento do comércio.

Galvez vence a primeira no estadual e entra no G-4

O zagueiro João Marcus comemora o segundo gol da vitória do Imperador Galvez.

O Galvez segue embalado ao comando do técnico Célio Ivan. Na tarde e noite fria desta quarta-feira (28), na Arena da Floresta, o time imperialista conseguiu encaixar uma vitória maiúscula diante do Plácido de Castro por 4 a 1, a primeira do clube na disputa do Campeonato Acreano-2021.

Matheus Nego, ainda no início do primeiro tempo, abriu o caminho da boa vitória do campeão acreano diante do Tigre do Abunã. Na etapa complementar de partida, o atacante Alesson marcou duas vezes, mas antes disso, o zagueiro João Marcus, no jogo aéreo, já havia marcado o segundo gol do Imperador. O Tigre do Abunã descontou com Juan.

Como fica
Com o trinfo o Imperador Galvez subiu na tabela de classificação, assumindo assim, a quarta posição, com quatro pontos ganhos, mesma pontuação do Humaitá e Náuas, quinto e sextos colocados, respectivamente. O Plácido de Castro, por sua vez, amargou o terceiro jogo sem vitória e caiu para o oitavo e penúltimo lugar com um ponto.

Próximos jogos
O Imperador agora vira a chave e mira a disputa do Campeonato Brasileiro da Série D. No sábado (31), no estádio Canarinho, na cidade de Boa Vista-RR, o campeão acreano mede forças contra o Raimundo-RR, pela nona rodada do grupo 1. Já pelo estadual, o Imperador ganha uma folga na tabela e retorna a campo somente dia 11 de agosto, às 17h (do Acre), na Arena da Floresta, para encarar o Andirá. Por outro lado, o Plácido de Castro não tem muito tempo para respirar e retorna a campo neste sábado para enfrentar o Humaitá, pela quarta rodada do primeiro turno do Acreano. A partida será na Arena da Floresta, às 17h.

Vasco e Atlético duela hoje pela liderança do Acreanão-2021

O time Cruz-de-Malta chega para a partida após revés para o São Francisco.

Vasco da Gama e Atlético Acreano entram em campo na tarde desta quinta-feira (28), às 15h30, no estádio Florestão, para brigarem pela liderança do primeiro turno do Campeonato Acreano.

O time Cruz-de-Malta chega para a partida com duas vitórias e uma derrota e precisando somar pontos para continuar figurando no G-4 após o fechamento da rodada do final de semana. O técnico vascaíno Oziel Moreira para o duelo continua com alguns desfalques.

O zagueiro Cristian abre o leque de ausências, seguido dos atacantes João Paulo e Adriano Oliveira. O trio está no departamento médico. Outra possível baixa do time Cruz-de-Malta pode ser o meia Thiago Teles. O atleta sentiu um desconforto muscular e não participou dos últimos treinos e virou dúvida para a partida.

Com isso, o provável time Cruz-de-Malta será: Gabriel Eremith, Mandim, Natan, Brenner, João Carlos, Luan, Tiago Teles, Adriano Bujari, Lucas Limão (Wyllyan Messias), Thiago Moreira e Alemão.

Trabalho de bolas paradas

O técnico Oziel Moreira não esconde as dificuldades para o duelo diante do Galo Carijó, isso pelo fato de ter um elenco reduzido, mas durante a semana ele tentou motivar os jogadores e ainda fez ajustes na equipe na busca de surpreender o Galo. Um trabalho de bolas parada, seguido de crioterapia – procedimento que tem sido bastante utilizado no período de recuperação pós-exercício físico realizados por atletas, fechou a preparação do Almirante na tarde desta quarta-feira (28), na Fazendinha.

O atacante celeste Daniego (C), suspenso, não encara o Vasco da Gama. Foto/Manoel Façanha
O atacante celeste Daniego (C), suspenso, não encara o Vasco da Gama. Foto/Manoel Façanha

Galo Carijó não terá Daniego contra o Almirante

Por outro lado, o Galo Carijó chega para o confronto com alguns jogadores desgastado da viagem a cidade de Boa Vista-RR, onde a equipe perdeu no final de semana para o GAS-RR por 2 a 0, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro da Série D.

O técnico celeste Zé Marco para o confronto não poderá contar com o atacante Daniego. O atleta cumpre suspensão automática após expulsão na vitória da semana passada diante do Náuas por 1 a 0. O avançado Douglas pode ser uma das opções para o setor, mas a tendência será pela escalação da dupla Marcelo Pano e Digão para formar o ataque azul celeste. Outra baixa para o jogo contra o Almirante será o meio Victor Hugo, lesionado.

O zagueiro Lelo, recuperado de desconforto muscular, e o lateral-esquerdo David, recuperado de dores no tornozelo, ficam à disposição.

Reage, Indústria: Campanha consolida avanços importantes para o setor na capital

Demandas da FIEAC e de sindicatos industriais têm sido atendidas e resultado em benefícios à iniciativa privada e à população.

A campanha ‘Reage, Indústria’, liderada pela FIEAC e apoiada pelos sindicatos industriais, tem avançado em ações e pautas importantes em prol do setor em Rio Branco, com iniciativas que resultam diretamente na melhoria do ambiente de negócios na capital. Entre as conquistas mais recentes, destacam-se a implementação do refinanciamento (Refis) de dívidas para pessoas físicas e jurídicas, a isenção de 100% do IPTU 2021 para empresas instaladas no Parque e Distrito Industrial, bem como as obras de revitalização desses espaços.

“Temos tido um diálogo permanente com a gestão do prefeito Tião Bocalom, como também com a Câmara Municipal, em especial com os vereadores Samir Bestene e N. Lima, que têm sido sensíveis a pautas importantes do setor industrial. E essa relação republicana e de alto grau de maturidade, visando ao desenvolvimento do município, contribui para que possamos superar diversos obstáculos que prejudicam a iniciativa privada e, consequentemente, toda a população”, salienta o presidente da FIEAC, José Adriano.

O empresário também enaltece as obras de revitalização do Parque Industrial, que atende a uma antiga reivindicação do ‘Reage, Indústria’. O espaço recebe um investimento de aproximadamente R$ 4 milhões para a construção de cercamento em todo seu entorno, guarita, portal de identificação e recuperação viária. As intervenções devem ser concluídas neste mês de julho.

“O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Ciência e Tecnologia (SEICT), com grande empenho do titular da pasta, Anderson Abreu, atendeu a mais essa pauta essencial e estratégica. Nossos empresários enfrentam grandes desafios e precisavam desse apoio. A revitalização do espaço já motivou a implantação de novas indústrias no local, que hoje encontra-se totalmente ocupado, comprovando a nossa expectativa. Pretendemos também consolidar melhorias como essa nos parques do interior”, ressalta Adriano. (Assessoria FIEAC)

Em Plácido de Castro, Gladson Cameli visita obras de ramais e entrega equipamentos para zona rural

Acompanhado de secretários de estado, representantes do legislativo federal, estadual e municipal e do prefeito da cidade, Gladson vistoriou as obras.

As obras nos ramais e estradas vicinais não param no estado do Acre. Neste domingo, 25, o governador Gladson Cameli esteve em visita aos ramais Mendes Carlos/Eletra e Novo Horizonte, na zona rural de Plácido de Castro. Acompanhado de secretários de estado, representantes do legislativo federal, estadual e municipal e do prefeito da cidade, Gladson vistoriou as obras, recebeu informações sobre o andamento dos serviços e conversou com moradores e produtores da região.

Acompanhado da equipe de secretários, Gladson vistoriou as obras e conversou com produtores rurais Foto: Dell Pinheiro/Secom

O investimento nas obras de recuperação dos ramais Mendes Carlos/Eletra e Novo Horizonte, construção de nove pontes, manutenção com tapa buracos, limpeza de vias e entrega de equipamentos como motoniveladora, pá carregadeira e retro escavadeira chegam a um valor total de R$ 11.644.761,57. As melhorias e os equipamentos alcançam uma média de 20 mil pessoas e são desenvolvidas por meio do Departamento de Estradas e Rodagens (Deracre), com apoio do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac).

Uma das primeiras moradoras do ramal Mendes Carlos, Maria das Graças de Souza, que mora no local há 40 anos, agradeceu as melhorias proporcionadas pelo estado. “Eu como moradora daqui, quando cheguei e vi o tamanho da obra, quase me emocionei. Nunca sonhei em ver isso aqui e agora está acontecendo. Sou muito grata por isso”, disse.

Maquinário utilizado nas obras pelo governo do Estado é de primeira linha e Investimentos chegam a a um aporte total de R$ 11.644.761,57 Foto: Dell Pinheiro/Secom

O presidente do Deracre, Petrônio Antunes, explicou que, somente no ramal Mendes Carlos, o governo trabalha na recuperação de 33 km. “Estão sendo feitas todas as drenagens, tanto das entradas de fazenda como nos pontos críticos, com reforço, sub-base e base, deixando o ramal com a largura ideal para receber transportes pesados e com uma base para aguentar de inverno a verão”, explicou.

Na ocasião, o prefeito do município, Camilo Silva, destacou a importância da obra para a comunidade, tendo em vista o número de famílias beneficiadas. “Elas vão sair do isolamento, da dificuldade no escoamento da produção, graças a esse governo. Queremos agradecer o governador por ter olhado para Plácido de Castro. São muitos os investimentos nesses sete meses de 2021”, afirmou.

Governador Gladson Cameli é homenageado com o título de Cidadão Placidiano; na foto, com autoridades do Legislativo estadual e do Executivo municipal Foto: Dell Pinheiro/Secom

Durante solenidade na Vila T da Enco, localizada no ramal Novo Horizonte, Gladson recebeu o título de cidadão placidiano e uma moção de aplausos da Câmara Municipal de Plácido de Castro. “Eu fui eleito para governar o estado do acre e não governo só. Governo inclusive com os vereadores”, destacou o chefe do executivo durante discurso. Em uma de suas falas, ele garantiu a pavimentação de ruas da Vila Campinas.

A solenidade aconteceu em frente à Escola Rural Manoel Barros, que passa por processo de revitalização juntamente com a escola Flávia Pimentel, representando um investimento de mais R$ 200 mil.

Grávidas devem tomar segunda dose da Pfizer ou Coronavac, diz nota técnica do Ministério da Saúde

A aplicação da vacina AstraZeneca foi suspensa para esse público depois de estudos.

Um nota técnica publicada pelo Ministério da Saúde recomenda que as gestantes e puérperas que tomaram a primeira dose da vacina da AstraZeneca devem receber o imunizante da Pfizer ou Coronavac na segunda dose.

Em entrevista a CNN Brasil, a médica e professora de Ginecologia e Obstetrícia da USP em Ribeirão Preto (SP) Silvana Quintana, disse que a troca é eficaz.

“Essa troca é segura e eficaz. Vamos tentar priorizar a Pfizer, recomendada pelo estudo que foi realizado e que mostrou haver uma excelente resposta de anticorpos que protegem nessa intercambialidade. Mas, se a gestante chegar e estiver disponível só a Coronavac, deve tomar. É fundamental que elas recebam a segunda dose, pois há um maior risco de evolução grave durante a gestação ou pós parto”, afirma.

Em Rio Branco, o secretário municipal de Saúde, Frank Lima, disse que o município seguirá a recomendação do Ministério da Saúde em relação a vacinação. Segundo ele, a vacina da AstraZeneca já tinha sido suspensa, pelo MS, para o público de gravidas e puérperas após estudos e que aquelas, que antes da suspensão tenham tomado o imunizante, deve comparecer a uma unidade de saúde no período marcado na carteira de vacinação.

“Quando o Ministério da Saúde emite uma nota técnica dessa natureza, cabe ao município, que são os executores da política de vacinação, seguir a nota técnica. Está lá a recomendação e nós seguiremos fielmente a nota e oferecer para esse público vacina da Pfizer ou CoronaVac. Esse público deve comparecer ao Centro de Saúde Ary Rodrigues para tomar a segunda dose”, ressaltou o secretário.

NOTA PÚBLICA

Mediante nota publicada pelo Ministério da Saúde (MS), o governo por meio da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), vem a público informar que:

A mulheres que receberam a primeira dose da vacina Astrazeneca/Fiocruz/ e que estejam gestantes ou no puerpério podem procurar as unidades de saúde onde está ocorrendo vacinação para tomar a segunda dose, da vacina Pfizer.

É informado que é necessário estar com a carteira em mãos e caso o imunizante não esteja disponível na localidade poderá ser substituído pela Coronavac.

Fica assegurado ainda pela nota técnica do Ministério da Saúde da segurança da troca de plataforma da Astrazeneca para a Pfizer ou Coronavac.

Secretaria de Estado de Saúde do Acre.

Confira a nota técnica do MS na íntegra:

SEI_MS – 0021805431 – Nota Técnica n° 6_2021