Agentes comunitários pedem incorporação do piso salarial e prefeitura promete aumento

Após protesto dos Agentes Comunitários Saúde (ACS) exigindo o pagamento do piso salarial, realizado na manhã de segunda-feira, 11, a Prefeitura de Rio Branco informou que os trabalhadores aceitaram a proposta apresentada pela mesa de negociação.

“Eu quero agradecer a comissão de agentes comunitários de saúde que aprovaram a proposta apresentada pela mesa de negociação. Prevalece o bom senso, e a relação de respeito e admiração que a prefeitura de Rio Branco tem em relação a esses trabalhadores que estão todos os dias visitando as famílias”, disse o secretário municipal de saúde, Oteniel Almeida.

Os ACS reivindicam o cumprimento da Lei n° 13.708, aprovada no Congresso Nacional, que prevê que os agentes deverão receber até 2021, o valor de R$ 1,5 mil.

Atualmente o salário dos agentes da categoria está fixado em R$1.014,00. Segundo os trabalhadores, a prefeitura não estaria fazendo o repasse que já está com duas parcelas atrasadas.

“A gestão municipal não está fazendo o repasse e a categoria pede que o reajuste seja incorporado aos vencimentos. O correto era estarmos nas ruas, fazendo visitas e atendendo as famílias. Nós precisamos de uma lei municipal que regulamente isso porque a verba já caiu duas parcelas, mas ainda não está sendo repassada para nós”, disse o ACS, Felipe Santos.

Segundo a prefeitura, apesar das dificuldades financeira do município, a gestão irá enviar para a Câmara Municipal o projeto de lei com aumento salarial para categoria, embora o acréscimo não seja o que foi exigido pelos trabalhadores.

“A gente consegue incrementar o salário desses trabalhadores. Ainda não é o que está sendo solicitado, mas o bom senso prevalece entendendo a condição que os municípios passam e agora a gente passa para a Câmara de Vereadores para aprovar o projeto de lei o mais rápido possível para que essas pessoas possam receber o seu aumento salarial”, garantiu Almeida