Acre terá 104 vagas para substituir médicos cubanos

O governo federal publicou no Diário Oficial da União (DOU) de terça-feira, 20, o edital com 8,5 mil vagas no programa Mais Médicos. As vagas são para substituir os médicos cubanos que deixarão o programa após o rompimento do governo cubano com o Brasil.

Segundo o edital estão previstas para o Acre, são 104 que devem substituir os médicos cubanos que atuam nos 22 municípios do Estado. Em alguns municípios acreanos todos os médicos que atendem as unidades básicas de saúde são do programa Mais Médicos como é o caso de Porto Acre, os cinco médicos são cubanos

Ainda de acordo com o edital para ocupar as vagas que serão deixadas pelos cubanos, os novos médicos devem iniciar as atividades nos municípios a partir de 3 de dezembro com limite até 7 de dezembro.

O secretário municipal de saúde da Capital acreana, Oteniel Almeida, falou que os profissionais cubanos devem encerrar as atividades em Rio Branco já na próxima sexta-feira, e ficarão liberados para voltarem ao seu país.

“Até sexta-feira todos os médicos estarão desligados do programa para poderem viajar semana que vem. Nós esperamos que nesse processo já possa ocorrer a reposição, porém o ministério não definiu data ainda conosco, em virtude do grande número de cubanos que estão saindo do Brasil inteiro, em Rio Branco são 15 médicos que nós esperamos que sejam mais rápido possível para que a população não seja prejudicada”, disse.

Ainda segundo o secretário, com a saída do médicos do programa Mais Médicos, o Município perde mais de nove mil consultas por mês. “São mais de nove mil consultas ao mês que nos estaremos perdendo com a saída desses médicos, caso o governo não faça essa reposição, nós teremos que abrir processos seletivo no município de Rio Branco para repor essas vagas” explicou Oteniel.