Acre tem pouco mais da metade do número de militares necessários

Os dados são em parte do Anuário de Segurança Pública com base na lei estadual: o Acre tem 2.458 homens e mulheres na tropa da Polícia Militar mas deveria ter 4. 734. Ou seja, o efetivo acreano é de apenas 51,9% do recomendado.

As leis estaduais estipulam, em média, que as PMs deveriam ter quase 600 mil policiais. Atualmente, a média é de 430 mil militares por Estado –em 11 deles, a tropa vem caindo anualmente desde 2012. Somando os batalhões, o déficit nacional é de cerca de 170 mil militares.

De outro lado –e confrontando os números divulgados nesta quarta-feira, 22, pelo portal UOL -a última edição do Perfil dos Estados e Municípios Brasileiros 2014, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que o Acre tem um policial militar para cada grupo de 286 habitantes, a terceira maior proporção do país.

Nos últimos anos, as tropas também foram se reduzindo em muitos casos. Onze unidades viram o número de efetivo cair: Além do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo e Tocantins sofreram revés.

A PM do Acre é considerada a mais honesta do Brasil, segundo estudo realizado em 2013 pelo Datafolha e encomendado pelo Ministério da Justiça e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.