A pergunta que não quer calar

A Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac) aprovou por unanimidade ontem, 11, em sessão extraordinária, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o exercício de 2020. A movimentação financeira do estado para o próximo ano será de R$ 5,9 bilhões, R$ 100 milhões a menos que esse ano.

O que será das finanças do estado em 2020? Essa pergunta que não quer calar. Já prevendo tempos difíceis, o governo do Acre não concedeu reajuste nos percentuais dos poderes Legislativo, Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, Tribunal de Justiça do Acre e Tribunal de Contas, sob a alegação de dificuldade financeira no estado.

O projeto foi aprovado por unanimidade pelos deputados estaduais. E só a título de informação, os 24 deputados estaduais terão à sua disposição valor total de R$ 12 milhões em emendas individuais. A expectativa é que cada parlamentar tenha R$ 500 mil de emenda, R$ 300 mil a mais individualmente do que no orçamento de 2019.

Tempos difíceis…