960x100 basa novo

Mapa da Recuperação Econômica mostra recuo do PIB do Acre em 2017

Mapa da Recuperação Econômica mostra recuo do PIB do Acre em 2017

Os dados do banco Santander divulgados esta semana indicam que seis Estados terminarão o ano com economias encolhidas, entre eles o Acre. A economia acreana deve recuar 0,3% em 2017. Pará (-0,2) e Rio de Janeiro (-1,4) apresentam o pior desempenho, segundo o Santander. O agronegócio é o único setor que irá crescer, segundo essa projeção: as atividades agropecuárias avançaram 1,3% em 2017 mas o setor de serviço, que é o mais que pesa no PIB, recuará 0,5%. 

Por outro lado, Mato Grosso terá o melhor desempenho por conta da grande safra de grãos. Os Estados do Sul crescerão entre 1,5% e 2% neste ano. Que puxará a fila será Santa Catarina, com 2%, seguida por Paraná (+1,7%) e Rio Grande do Sul (+1,5%).

A conclusão faz parte do relatório Mapa da Recuperação Econômica, dos economistas Everton Gomes e Rodolfo Margato, do banco Santander. O estuda antecipa o resultado do PIB por unidades da federação, dados que são calculados e divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com três anos de defasagem das Contas Nacionais. De acordo com o estudo, divulgado pelo jornal Valor Econômico nesta segunda-feira (11), o PIB deve crescer 0,5% neste ano na média nacional (veja tabela abaixo).

O desempenho favorável do campo vai contribuir de modo direto, via crescimento do PIB agropecuário, e também indireto, por meio do avanço das agroindústrias e das atividades de serviços. Na média nacional, o banco prevê que o PIB agropecuário vai crescer 8,5% este ano, acima do desempenho previsto para a indústria (+0,6%) e para os serviços (-0,1%). No Sul, a renda agrícola exercerá efeitos indiretos importantes sobre as agroindústrias, o mercado de trabalho e o setor de serviços, potencializando os estímulos às economias do Paraná, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo