960x100 basa novo

Coluna do Astério: Alegria de uns, tristeza de outros

Coluna do Astério: Alegria de uns, tristeza de outros

A devolução do mandato ao vereador de Brasileia, Mário Jorge (PMDB), era uma questão de tempo e justiça.

Um mandato popular custa muito caro a democracia, razão pela qual instância superior da justiça eleitoral o devolveu a quem de direito.

Porém, o tempo que ficou fora do mandato que sirva de lição a ele e outros na condução correta de suas campanhas eleitorais.

Quanto ao suplente que perde o cargo por força de lei, agora ex-vereador Valadares Neto, deve se preparar para a próxima.

Faz parte, faz parte!

Dizem que quem ficou muito triste e abatido foram alguns de seus correligionários.

Alegria de uns, tristeza de outros.

Aliados do prefeito de Ilderlei Cordeiro (PMDB) reclamam do que chamam de "fanatismo religioso na sua gestão".

Não é fanatismo, é intensidade!

A questão é que uma discussão política, técnica não pode ser vista a toda hora pela ótica religiosa.

O deputado e pastor Jonas Lima se sente à vontade no Partido dos Trabalhadores (PT).

A fórmula é simples: respeita e é respeitado!

A que ponto chegou o PMDB!?

Precisa correr atrás de partidos para manter dois parlamentares na Assembleia Legislativa e Câmara Federal.

Sem coligação não elege ninguém, apesar da boa atuação de seus atuais parlamentares no campo da oposição.

O senador Sérgio Petecão (PSD) está correto ao não entrar em bola dividida com ninguém, nem mesmo com o PT.

Afinal de contas é candidato a cargo majoritário e não proporcional.

O senador Jorge Viana, por exemplo, aparece com 54% nas intenções de votos, isto quer dizer que até o eleitor da oposição vota nele.

O embate do ex-deputado Marcio Bittar (PMDB) para o Senado é com Petecão e não com Ney Amorim, do PT.

Figura de proa do PSB revelou que a delegada Carla Brito, em Cruzeiro do Sul, será candidata a deputada estadual.

Mulheres do Acre, uní-vos!

Sawana Carvalho, Leila Galvão, Antonia Sales, Eliane Sinhasique, doutora Juliana, Maria Antonia Lene Petecão.

Consta que Lene Petecão vai apoiar o primo, o ex-vereador Pedrinho Oliveira, ambos do PSD.

As direções nacionais dos partidos nanicos estão exigindo nos estados a eleição de deputados federais.

A cláusula de barreira é um meteoro que pode trazer a extinção dos nanicos.

E-mail perguntando se alguém do Executivo pode receber também de outro poder, no caso, o Legislativo.

Não, não pode!

Só se for aposentado ou colocado à disposição de forma legal no estrito cumprimento da legislação.

Detectada a irregularidade a Fazenda Pública obriga o sujeito à devolver até as calças, as cuecas também.

As prefeituras não deveria pegar caronas em outras licitações, está dando muita m*.

Principalmente na área de medicamentos e materiais hospitalares.

Tem que ser no pregão!

Pregão não é fiado não, Macunaíma!

Pregão, nesse caso, é a livre concorrência. "Tendeu seu cabeça chata"?!

Rio Branco também tem o seu "crime da mala" a exemplo de São Paulo.

Deus me livre! É mórbido!

Leitor responda: quem sai fazendo o mal por aí vai pro céu ou pro inferno?

Esse é o principal dilema da moral: "Se Deus não existe então tudo é permitido".

Essa ideia chega a dá medo, pavor, calafrios!

Mas é exatamente assim que a humanidade está caminhando: como se Deus não existisse. Morreu, acabou!

Pois sim, mas a existência de Deus é intrínseca, real. Aí a coisa pega.

Morreu, não acabou, entendes Macunaíma?!

Não, então vais trabalhar!

Ai que preguiça!

Um bom domingo!

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo