960x100 basa novo

Jairo Carvalho repudia mostra de arte apresentada pelo Museu de Arte Moderna paulista

Jairo Carvalho repudia mostra de arte apresentada pelo  Museu de Arte Moderna paulista

Na sessão dessa terça-feira (3) o deputado Jairo Carvalho (PSD) repudiou a apresentação artística coordenada pelo Museu de Arte Moderna (MAM) do Estado de São Paulo, em que uma criança aparece interagindo com um artista nu. As imagens repercutiram nas redes sociais na última semana e dividiram opinião. Para o deputado, a apresentação foi um “ato de pedofilia”.

“Hoje é dia de repudiar aquela imoralidade que aconteceu nacionalmente lá no Estado de São Paulo. Uma agressão à família. A família tradicional não concorda, não aceita chamar aquilo de cultura. Uma criança de seis anos tocando em uma pessoa nua. Isso é uma covardia contra as famílias brasileiras. Isso sim é pedofilia. Deixo a minha indignação como pastor e deputado. Pelo amor de Deus aonde vamos chegar? A que ponto está chegando o nosso país. Fico indignado. Quero registrar nos anais desta casa: isso é pedofilia”, disse o parlamentar.

O deputado aproveitou o tempo regimental para também repudiar a atitude do prefeito de Porto Acre, Bené Damasceno. De acordo com Jairo Carvalho, o vereador Denis (PSD) vem denunciando perseguição política por parte do gestor. Denis é servidor de carreira da Secretaria Municipal de Educação de Porto Acre.

“Quero repudiar a perseguição que o prefeito de Porto Acre tem feito ao vereador Denis. Ele é funcionário da prefeitura, de carreira. Tem sido perseguido pela atual administração. O prefeito o tem perseguido de todas as formas. Quero deixar o meu repúdio ao prefeito daquela cidade a um vereador que só tem cobrado, feito o seu papel de fiscalizador. Peço que o prefeito daquela cidade possa ter coerência com o vereador. “Que fique registrado a minha palavra de repúdio. Ele disse a mim: ‘deputado, não aguento tanta perseguição’. Fica aqui a minha palavra de repúdio”, relatou Jairo Carvalho. (Agência Aleac)

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo