960x100 basa novo

Prefeitura inicia obra do Parque Cidade da Criança da Regional São Francisco

Marcus Alexandre esteve em Brasília com o brigadeiro, Roberto Dantas, do Calha Norte e apresentou o projeto  Marcus Alexandre esteve em Brasília com o brigadeiro, Roberto Dantas, do Calha Norte e apresentou o projeto

A Regional São Francisco se prepara para receber um dos maiores empreendimentos de lazer, educação e cultural voltado exclusivamente para o público infantil. O Parque Cidade da Criança está sendo construído na Rua José de Carvalho, no Loteamento Macauã (antigo Parque dos Sabiás) e, ao custo de mais de R$1,1 milhão em recursos próprios e do Ministério da Defesa. Trata-se de um equipamento inédito na cidade de Rio Branco que foi efusivamente elogiado pelo Brigadeiro Dantas, coordenador do Programa Calha Norte, quando o projeto foi apresentado a ele pelo prefeito Marcus Alexandre. “O Brigadeiro gostou muito e prometeu se engajar pelos recursos para construirmos o parque”, disse o prefeito após a audiência ocorrida nesta terça-feira, 1, no Ministério da Defesa.

O projeto é de fato arrojado, contando inclusive com a construção de Espaço Cultural para a realização de teatro e exibição de filmes ao ar livre; arquibancada para eventos; espaço lúdico infantil, sendo conjunto de 3 ilhas de brinquedos, 1 adaptada a cadeirantes; quiosque tipo lanchonete com duas unidades; 10 vagas de estacionamento, sendo 2 adaptadas para pessoas especiais. Além disso, o projeto contempla paisagismo utilizando árvores para sombra e espécies ameaçadas de extinção, com integração de pequenas trilhas e projeto completo de acessibilidade. As obras já começaram com a implantação do canteiro e a terraplanagem do terreno.

Após bem-sucedida incursão em Brasília, o projeto completo foi apresentado ao presidente da Associação de Moradores do Parque dos Sabiás, Edilson Souza da Conceição, o Bibiu. “Estamos sendo muito contemplados aqui e a comunidade já está aguardando com ansiedade mais esta obra”, destacou o presidente do bairro elencando ações como a obra da quadra coberta, a creche do Jenipapo (bairro vizinho) e a duplicação da Estrada Jarbas Passarinho como intervenções da Prefeitura de Rio Branco que encontram importante impacto social em sua comunidade. O Parque da Cidade da Criança irá atender também moradores dos bairros adjacentes ao Macauã, como do Jenipapo, Santa Cruz, Andirá e Apolônio Sales.

O diretor da Secretaria de Obras Públicas de Rio Branco (SEOP), arquiteto Flávio Soares, incumbiu-se ele próprio de dar detalhes do projeto ao líder comunitário Bibiu. “Não há nada igual em Rio Branco”, disse Flávio. Entre outros pontos, a arquitetura da Cidade da Criança está em escala reduzida a fim de proporcionar convivência cívica e educação no trânsito, além de despertar para ações culturais e de lazer. A arena de teatro terá capacidade para 250 crianças e adultos sentados confortavelmente.

“Um trabalho para além das salas de aula”, diz Marcus Alexandre

Para o prefeito Marcus Alexandre, o Parque Cidade da Criança possui significâncias que ultrapassam o ensino em sala de aula. “É um trabalho para além das escolas, que busca despertar o sentimento de cidadania nas crianças”, disse o prefeito.

Nesse contexto, o significado do brincar vai além do de se divertir. Brincar capacita a criança a resolver problemas, tomar decisões, explorar, negociar e expressar-se em situações que são relevantes e significativas para elas. Ao brincar, as crianças não desenvolvem apenas as suas capacidades físicas, mas, principalmente, as suas competências emocionais e sociais.

O objetivo de criar um ambiente seguro que promova o desenvolvimento essencial infantil será alcançado na opinião de Flávio Soares – e, neste momento, não apenas isso: de acordo com o empreiteiro da obra, Taumaturgo Silva, nada menos que 40 novos empregos serão gerados com o projeto.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo