960x100 4

Prefeitura de Brasileia realiza debate sobre desenvolvimento regional no Alto Acre

Prefeitura de Brasileia realiza debate sobre desenvolvimento regional no Alto Acre

Empresários, autoridades políticas e membros da sociedade civil organizada de Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri lotaram na tarde de sexta-feira, 16, o auditório do Centro Estadual de Educação Permanente (Cedup) para participar do Encontro com Empreendedores e Lideranças de Brasileia, evento que foi promovido pela prefeitura do município e Associação Comercial de Epitaciolândia e Brasileia, em parceria com diversas instituições.

Em pauta estiveram assuntos como comércio exterior, ICMS, incentivos fiscais, desenvolvimento econômico, Zona Franca Verde, ordenamento territorial, entraves burocráticos, qualificação profissional e agronegócio. Essas e outras questões estão sendo levantadas pelo Projeto Arco do Desenvolvimento, que foi proposto pela Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac) e que resultará em um Plano de ação para o desenvolvimento local.

A prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem, avaliou como positiva a reunião e comentou que os desafios são grandes. “Foi um encontro bem representado por empresários e lideranças de Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri, que pontuaram muito bem seus anseios e dificuldades. Agora precisamos sentar e traçarmos mecanismos para que possamos superar todas as dificuldades, tanto financeiras, como administrativas e tributárias”, ressaltou.

A gestora enalteceu o empenho da Federação das Indústrias para colocar em evidência uma discussão de tamanha relevância para o desenvolvimento da região do Alto Acre e do Estado. “Para que a tenhamos um Estado consolidado, município consolidado e empresários consolidados, precisamos ter uma cidade organizada, limpa e bem estruturada, onde as pessoas tenham iniciativa e confiança de investir. Temos que avançar em vários pontos e agradeço também a todas as instituições que estão colaborando com esta proposta e a Associação Comercial de Brasileia e Epitaciolândia por enxergarem em nossa cidade um potencial econômico a ser explorado”, assinalou a prefeita.

“Essa proposta que estamos levando aos municípios visa fazermos uma ordenação do que é essencial e quais problemas precisam de respostas mais urgentes para que possamos consolidar essa relação com os países vizinhos. Brasileia e Epitaciolândia são municípios estratégicos e justamente por isso viemos aqui para ouvir os empresários locais, pois quem vive a situação de dificuldade pode muito bem nos dar o caminho para a solução”, destacou o presidente da Fieac, José Adriano Ribeiro.

O presidente da Federação das Indústrias reforçou que outros municípios do Estado também terão a oportunidade de debater os importantes temas que já foram abordados em Brasileia e Assis Brasil. “Vamos levar essa mesma discussão para outras cidades, para que possamos chegar a um denominador comum e então levarmos às autoridades para encaminharmos as soluções necessárias para alavancarmos o desenvolvimento”, acrescentou José Adriano.

Atendendo convite da Fieac, o coordenador regional da Suframa, Renato José dos Santos Filho, compareceu ao evento e avaliou como fundamental a presença da Superintendência da Zona Franca de Manaus no Encontro com Empreendedores e Lideranças de Brasileia.

“A missão da Suframa é promover e propiciar o desenvolvimento regional e viemos na intenção de sugerir e explicar aos empresários em que área a Suframa atua, em que pode ajudar tanto empresários como município, oferecendo, por exemplo, incentivos fiscais. Muitas pessoas desconhecem o trabalho da Suframa. Vários empresários da região têm direito a benefícios fiscais e não são favorecidos por falta de informação.  Então é essencial essa proximidade da Suframa com a Fieac e associações comerciais dos municípios do Estado”, salientou Renato Filho.

O secretário de Indústria e Comércio, deputado Sibá Machado, lembrou os diversos investimentos que a região já recebeu nos últimos anos e garantiu que o governo do Estado tem trabalhado de forma incansável para buscar recursos e investidores para a região. 

As instituições que estão conduzindo este projeto são Fieac, Fecomércio, Acisa, Federacre, Sedens, Sebrae, Mapa, Suframa, Sescap, Banco da Amazônia, Caixa Econômica Federal, Conselho Regional de Administração (CRA-AC), Junta Comercial, Secretaria de Ciência e Tecnologia, Crea e Associação dos Engenheiros do Acre. Também participaram do encontro representantes e diretores de sindicatos industriais do Estado, além dos deputados estaduais Antônio Pedro e Leila Galvão.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo