960x100 basa novo

Gedeon Barros é recebido pelo presidente do TRT-14

Gedeon Barros é recebido pelo presidente do TRT-14

O presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (TRT-14), que inclui Rondônia e Acre o desembargador, Shikou Sadahiro, recebeu nesta quarta-feira, 14, em Porto Velho, o prefeito de Plácido de Castro, Gedeon Barros. 

Gedeon entregou pessoalmente um pedido de doação de equipamentos e veículos ao município que hoje sofre com a falta de estrutura para a realização de trabalho simples como digitar um documento ou veículos para se locomover em comunidades próximas a sede da cidade. 

A Justiça do Trabalho realiza doações quando atende requisitos do Processo Próprio de Bens do Regional e Legislação de Desfazimento de Bens por ser avaliado como antieconômico para o Tribunal. 

A capital Porto Velho e a Secretaria Estadual de Saúde do Acre (Sesacre) já receberam doações do TRT14. 

O Desembargador Shikou Sadahiro esclareceu que os critérios de escolha dos entes públicos para receberem as doações estão de acordo com a decisão do Tribunal de Contas da União  e respeitam uma sequência. 

“Sabemos das dificuldades das prefeituras e somos gratos pelo apoio que recebemos no Acre, especificamente em Plácido de Castro por parte do prefeito Gedeon por meio de cessão de servidores atualmente  lotados na Justiça  Trabalhista, e vamos avaliar o pedido com bons olhos”, disse. 

Podem ser beneficiados, órgãos públicos, instituições filantrópicas ou organizações da sociedade civil de interesse público.

O prefeito Gedeon Barros, disse otimista com a possibilidade de ser contemplado com as doações.
 
“Estamos buscando ajuda aonde tiver possibilidades. Prezo pela transparência e não adianta ficarmos chorando miséria, temos que buscar soluções e a distância, estado ou país não me importa, vou atrás aonde tiver oportunidade”, Desabafou Gedeon. 

Participaram da audiência o diretor Geral do TRT14, Lélio Lopes e o assessor jurídico da prefeitura de Plácido de Castro, Dr. Gleison Gomes.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo