960x100 basa novo

Sindicalista recebe ameaça de morte, após entrevista sobre bloqueadores em presídios

Sindicalista recebe ameaça de morte, após entrevista sobre bloqueadores em presídios

“Tem que pegar esse cara, presidente dos agentes penitenciário e estourar a cabeça dele de tiro”. A ameaça é feita em áudio gravado por um suposto membro de uma das facções criminosas instaladas no Acre referindo-se ao sindicalista e presidente da Associação dos Agentes Penitenciários do Acre (Assepen/AC) José Janes. Na gravação um homem sugere que o conselho da facção divulgue um “salve” para que os membros do grupo criminoso promovam atos de terror na cidade, como incendiar ônibus e prédios públicos.

No áudio, que vazou e chegou ao conhecimento do sindicalista, o membro da facção afirma que os possíveis atos criminosos serão uma retaliação a entrevista do sindicalista a uma rede de TV local sobre a ineficiência dos bloqueadores de celulares instalados nos presídios Francisco D’Oliveira Conde e Antônio Amaro Alves.

Na reportagem, José Janes questiona o alto custo dos bloqueadores e a sua eficácia.

“O Estado, por meio da Secretaria de Segurança Pública gastou uma quantia razoável para a aquisição e instalação dos bloqueadores e não está resolvendo a situação. Os presos têm acesso a internet 4G de uma operadora dentro das unidades”, disse Janes, referindo-se a operadora TIM, cujo o sinal não foi bloqueado pelos equipamentos dentro das unidades prisionais.

Ainda na gravação feita pelo membro de uma facção, é sugerido que os ataques sejam realizados de forma simultânea em vários pontos da capital. O homem diz ainda que as ações criminosas são para a polícia “para de se meter onde não é chamada e para deixar de oprimir os “irmãos” da facção.

“Irmãos é o seguinte, se o nosso conselho autorizar vamos agilizar já de hoje os ataques, vamos comprar gasolina e sair tocando fogo nas desgraças desses ônibus ai, entendeu? Nesses prédios públicos, entendeu? Tudo que pertencer ao governo. Vamos mostrar para esses f... que não estamos de brincadeira... nós temos que atacar tudo de uma vez que eles vão ficar doido e não vão saber nem o que fazer (sic.) esse bando de safado, pra eles deixar de se meter onde não são chamados... isso ai eles estão querendo oprimir nois (sic.), mais do que eles já oprimi...”, diz um trecho da gravação.

Em outro trecho o suposto membro da facção acusa o sindicalista, presidente Assepen/AC, José Janes de estar ajudando a facção Comando Vermelho.

“...maldito daquele está é colando com o CV, desgraçado c... sola lá na mídia dizendo que nossos irmãos ai tá com telefone, e lá no ‘A’ (pavilhão), lá no ‘A’ não tá pegando telefone? Vamos fazer um mote de ataque nessa cidade, vamos fazer ataque nas peste (sic.) dessa cidade ai, entendeu?”.

O sindicalista conversou com a reportagem do OPINIÃO e disse que a gravação chegou ao seu conhecimento por meio de outros agentes penitenciários que conseguiram o áudio em grupos de WhatsApp. José Janes disse ainda que está é a sexta ameaça de morte que recebe, e que em uma delas os bandidos chegaram a ir na sede da associação e deixaram o recado de ameaça com uma servidora.

“Chegaram a ir na sede da associação e como eu não estava lá disseram para uma servidora que era para eu ficar esperto que iriam me matar. Já foram seis ameaças declaradas e enquanto o poder público não toma nenhuma providência para controlar as facções nós, agentes penitenciários vamos nos protegendo do jeito que podemos”, disse Jose Janes que depois das ameaças passou a usar colete balístico e andar escoltado por dois colegas de profissão armados.

Chip da TIM é o mais vendido no calçadão do Camelódromo, afirma vendedora

Após a denúncia do sindicalista José Janes, a reportagem do OPINIÃO foi até o centro de Rio Branco, bem na região do Camelódromo, área comercial de maior movimentação durante a semana, e procurou conversar com as vendedoras de chips de diferentes operadoras de telefonia móvel.

Uma delas que disse se chamar Laura, e que pediu para não ser fotografada por medo, afirmou que a venda de chips da operadora TIM aumentou nos últimos meses. A vendedora disse ainda que antes eram vendidos em média 4 a 5 chips da operadora por semana, mas que a cerca de dois meses o número de vendas dos chips da operadora subiu para uma média de 15, semanal.

“Trabalho com a venda de chips de todas as operadoras e antes o mais vendido era os chips da Vivo e da Claro, mas agora o da TIM está disparado, tem semana que chegamos a vender até 20, mas a média mesmo é de 14 a 15 chips dessa operadora”, disse.

A reportagem também tentou contato com algum representante da operadora TIM no Acre, mas não obteve sucesso.

 

Última modificação emSábado, 05 Agosto 2017 13:20

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo