960x100 basa novo

Jovem é executado a tiros por criminosos no João Eduardo

Pai lamenta a morte do filho  e pede justiça aos céus Pai lamenta a morte do filho e pede justiça aos céus

As execuções continuam acontecendo em Rio Branco apesar das autoridades da área da Segurança afirmarem que o índice de mortes violentas está diminuindo. Na manhã de terça-feira, 13, o jovem Jailson da Silva Dias, 24, foi executado com pelo menos cinco tiros que atingiram sua cabeça. O crime, que foi presenciado pelo pai do jovem, aconteceu na rua Campo Grande, bairro João Eduardo, região da Baixada da Sobral.

De acordo com famíliares, o jovem era dependente químico, mas estava trabalhando com o pai em uma panificadora, onde ocorreu o crime. Segundo os relatos dos famíliares, Jailson Dias chegou ao local de trabalho por volta das 3h da madrugada onde ficou até próximo de 9h. O pai do jovem havia pedido para o filho comprar um frango em um comécio próximo que seria para o almoço. Jailson estava voltado do mercado quando foi abordado pelos assassinos que estavam a sua espera.

“Os caras (executores) chegaram por trás do pai dele e ficou um de cada lado e dai perguntaram se ele era o ‘neguinho’, apelido dele, ele disse que sim e os bandidos começaram a atirar. O pai dele disse que foi tudo muito rápido e que o Jailson não teve chance alguma de defesa”, comentou uma das tias do jovem.

O delegado da Polícia Civil, Cristiano Bastos, lotado na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) disse que a vítima era ex-presidiário e que estava com um mandado de preisão me aberto. Segundo a autoridade policial o jovem cumpriu pena pelo crime de roubo e que sua execução pode ter ligação com a guerra entre facções. A família de Jailson Dias não confirmou as declarações do delegado.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo