960x100 basa novo

Educação: Doutores em florestas tropicais expõem teses na Ufac

Educação: Doutores em florestas tropicais expõem teses na Ufac

Para celebrar a conclusão da primeira turma do doutorado interinstitucional em Ciências de Florestas Tropicais e dar visibilidade aos resultados das pesquisas realizadas, a Universidade Federal do Acre (Ufac) organizou um seminário de apresentação das teses defendidas. Seis dos oito trabalhos aprovados foram expostos, pelo novos doutores, à comunidade acadêmica, em solenidade realizada no auditório do Parque Zobotânico (PZ) na manhã desta sexta-feira, 15.

Além de docentes da Ufac, o programa, que é fruto de uma parceria da instituição com o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), formou servidores do Instituto Federal do Acre (Ifac), Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis do Acre (Ibama-AC) e ONGs ambientais. O apoio financeiro foi da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), com recursos de emenda parlamentar do senador Jorge Viana (PT-AC).

Presente na abertura do evento, a vice-reitora da Ufac, Guida Aquino, falou do salto na política de pós-graduação da instituição nos últimos anos. “Investimos todo o esforço que podíamos e, graças à competência coletiva de professores e técnicos envolvidos, vimos o número de programas de pós-graduação aumentar 200%”, disse. “A certificação desses oito novos doutores representa um benefício coletivo. Nossa missão é gerar conhecimento para a sociedade, produzir pesquisas que possam atender às nossas necessidades.”

Também presente no evento, o senador Jorge Viana lembrou que participou da aula inaugural dessa turma. “Agora é um sonho ver acreanos e acreanas se formando doutores e fazendo explanação dos resultados de seus trabalhos científicos, depois de muito sacrifício e da aprovação das suas teses”, destacou. “Estão aqui cientistas e pesquisadores que trabalham na busca do desenvolvimento sustentável e de um mundo melhor para todos.”

Para o chefe do núcleo do Inpa no Acre, pesquisador Evandro Ferreira, iniciativas como essa são fundamentais para o progresso do setor de ciência e tecnologia do Estado. “A exploração sustentável dos recursos florestais acreanos, que na atualidade se constituem num dos maiores ativos econômicos do Estado, demanda a participação de pessoal capacitado em técnicas avançadas, repassadas em cursos de pós-graduação, como no caso do doutorado realizado pelos profissionais acreanos no Inpa”, ressaltou.

Professor da Ufac e um dos novos doutores formados, William Flores destacou o fato de o doutorado ter sido realizado na Amazônia e a variedade das pesquisas realizadas pelos novos doutores. “Houve prioridade para pessoas que atuam e estão baseadas na região, abordando temas locais relevantes, o que envolveu desde estudos básicos sobre o funcionamento da floresta até o desenvolvimento de biotecnologias, como o protocolo para a propagação in vitro do bambu acreano”, comentou.

O pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Ufac, Josimar Batista, falou do sucesso da parceria entre as instituições e de expectativas futuras. “O êxito dessa primeira turma nos anima a buscar a abertura de uma nova turma para doutorandos acreanos no Inpa”, contou. “Isso, entretanto, dependerá da abertura de um novo edital por parte da Capes, previsto para ocorrer em fevereiro de 2018.” (Ascom/Ufac, com informações do Inpa-AC)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo