960x100 basa novo

Mulher Cidadã oferece serviços na Vila do Incra

Mulher Cidadã oferece serviços na Vila do Incra

A Vila do Incra, localizada no município de Porto Acre, recebeu na manhã desta sexta-feira, 2, mais uma edição do projeto Mulher Cidadã. Ao todo, mais de 800 pessoas passaram na Escola Estadual Edmundo Pinto, a fim de receber serviços como emissão e atualização de documentos, atendimentos jurídicos e psicossociais e palestras sobre assuntos variados.

O evento, coordenado pelo gabinete da vice-governadora Nazareth Araújo, tem percorrido todo o estado, levando serviços públicos itinerantes de saúde, justiça, cidadania e empreendedorismo, entre outros. Desta vez, a iniciativa foi realizada paralelamente ao Projeto Cidadão, do Tribunal de Justiça.

Buscando resolver pendências jurídicas, a dona de casa Levina Gonçalves procurou o atendimento oferecido pela Defensoria Pública do Acre (DPE/AC). “Era um serviço que eu já precisava há algum tempo, mas não conseguia ir lá em Rio Branco para resolver. Ter aqui a equipe disponível tão perto de nós facilita muito”, diz.

O corregedor do órgão, Gerson Boaventura, explica que a DPE/AC decidiu levar ao local os serviços já oferecidos no dia a dia da instituição. “Um projeto desses realmente traz cidadania, pois encurta a distância entre os órgãos públicos e a população, além de ser um trabalho de cunho social muito importante”, afirma.

Unidade de Acolhimento à Mulher

Dispondo de atendimento ao público em diversos assuntos, a Secretaria de Estado de Política para as Mulheres (SEPMulheres) esteve, mais uma vez, no Mulher Cidadã com o ônibus da Unidade de Acolhimento à Mulher.

Entre os serviços, estavam orientações sobre benefícios sociais, salários maternidade, aposentadoria, violação de direitos, saúde mental, escuta sobre violência contra a mulher, pensão alimentícia, divisão de bens e documentação tardia, entre outros.

Palestras

Ainda dentro da programação, foram promovidas palestras sobre drogradição, gravidez na adolescência e questões rurais. Para o produtor rural Delcimar Oliveira, o momento oportuniza que sejam realizadas trocas de experiências sobre o trabalho no campo.

“Apesar de eu trabalhar há muito tempo com isso, sempre participo desses eventos quando tenho a oportunidade. Nunca é demais ouvir como outras pessoas cuidam de suas plantações e terrenos, e também acho interessante poder falar de como eu cuido do meu”, diz.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo