960x100 nova basa

Campanha de vacinação contra a gripe está abaixo do esperado

Campanha de vacinação contra a gripe está abaixo do esperado

A Campanha de vacinação contra a gripe completa um mês nesta quarta-feira, 10, e até o momento está com cobertura abaixo do esperado. Até o momento foi registrado que 29% apenas dos grupos prioritários receberam a dose da vacina. Os dados são da gerência estadual de imunização.

A meta da campanha é de vacinar 90% do público alvo que é de 225 mil pessoas no estado. “A nossa cobertura hoje está em 29%. Nós temos uma meta a vacinar de 170.024 pessoas e, até agora, já vacinamos 49.302 pessoas até o momento”, explica a gerente do Programa Estadual de Imunização, Maria Auxiliadora Holanda.

Segundo levantamento diário feito pela gerência, a pior cobertura foi registrada em Acrelândia com apenas 9% do público alvo imunizado. Rio Branco, que conta como um peso para cumprimento da meta, está com cobertura de apenas 21%. A meta da capital é de 65.468 pessoas a vacinar e vacinou apenas 14.304 integrantes do público alvo.

A melhor cobertura foi registrada em Santa Rosa do Purus com 61% de alcance da população vacinada, seguido por Cruzeiro do Sul com 59% e Marechal Taumaturgo com 40%.

“A nossa preocupação é que estamos com um mês da campanha e estarmos com essa cobertura, sendo que o prazo encerra dia 26. Esperamos que com o Dia ‘D’, que será no sábado, 13, esse quadro seja melhorado”, comenta Holanda.

Segundo informou Maria Auxiliadora, os municípios estão sendo notificados para que intensifiquem a campanha. “Convidamos a população para se fazer presente aos postos de vacinação e só saiam de lá imunizados”, alerta.

Podem tomar a vacina idosos a partir de 60 anos, trabalhadores em saúde, povos indígenas, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), portadores de doenças crônicas não transmissíveis, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e a partir desta edição da campanha os professores da rede pública e privada de ensino.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo