960x100 basa novo

Prefeitura de Rio Branco realiza 5º Seminário de formação em Educação Emocional e Social

Prefeitura de Rio Branco realiza 5º Seminário de formação em Educação Emocional e Social

O prefeito Marcus Alexandre abriu nesta segunda-feira, 24, no Teatro Plácido de Castro, o 5º Seminário de Educação Emocional, que visa a sensibilização e formação inicial da metodologia Liga Pela Paz na rede municipal de educação. Ao todo, 9.311 alunos do Ensino Fundamental I e suas famílias já são beneficiados pela iniciativa.

“Quero parabenizar a todos por este trabalho. Estamos começando o ano com mais um desafio histórico”, disse o prefeito aos professores, autoridades, gestores públicos e mobilizadores educacionais presentes no momento em que destacou que o trabalho dos servidores da educação tem elevado a qualidade do ensino na capital do Acre.

O senador Jorge Viana fez questão de comparecer ao Teatrão para ajudar no debate sobre o processo de inteligência emocional. E também agradeceu pelo trabalho dos educadores em todo o sistema de ensino e especialmente na educação emocional. “Vocês são a minha certeza de que estamos mudando a cultura das crianças com a educação emocional”, disse o senador.

De 24 a 28 de abril cerca de 400 educadores da rede de ensino de Rio Branco estarão participando de mais este ciclo de formação. O programa de Educação Emocional e Social está presente nas escolas da capital desde 2013, onde aparece de maneira consolidada por meio da participação efetiva da comunidade escolar e das famílias dos educados. Em 5 anos de implantação, resultados positivos com o desenvolvimento da Educação Emocional e Social já são constatados.

No ano de 2016, de acordo com a Secretaria Municipal de Educação (SEME) houve um aumento de 27% das habilidades sociais e emocionais para as crianças das escolas municipais. Percebeu-se, também, um aumento de 25% das habilidades acadêmicas, com alunos mais interessados e participativos nas aulas, e um aumento de 27% nas habilidades de autocontrole, com crianças menos violentas e aptas a lidar melhor com o desconforto.

Tudo isso contribuiu para alavancar os dados educacionais na capital. Em poucos anos, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) que mede a qualidade da educação infantil por meio do fluxo escolar e médias de desempenho nas avaliações, saltou de 4.8 para 5.8. Com isso, Rio Branco pulou para a quinta posição no ranking das capitais. Para o secretário de Educação de Rio Branco, Márcio Batista, a realização de mais uma formação inicial em educação emocional e social demonstra a força das políticas públicas voltadas para a educação de Rio Branco, que comemora com números efetivos o avanço da Cultura de Paz nas escolas e nas famílias. Para abrir os encontros de formação com os educadores e gestores públicos, neste 24 de abril, o palestrante convidado foi o orientador estratégico e fundador da Inteligência Relacional, João Roberto de Araújo, que fez uma sensibilização sobre a importância da Educação Emocional e Social para as escolas, as famílias e a gestão pública, um pouco do trabalho desenvolvido no município nesses cinco anos de implantação.

“Enfrentar situações complexas da gestão pública com ações simplistas desperdiça valiosos recursos humanos, materiais e financeiros. A Educação Emocional e Social para o enfrentamento da violência e melhoria de índices de aprendizagem é a aposta na consistência e segurança nos resultados para curto, médio e longo prazos”, ressalta João Roberto de Araújo.

A SEME convidou um pai de aluno, Wellington Moreira, para falar sobre a experiência familiar da Educação Emocional. “As pessoas devem ter a Educação Emocional como uma oportunidade de ver as coisas boas que há no próximo”, disse Wellington. Já a diretora da Creche Gomercindo Bessa, Ercília Vieira, traduziu, em sua visão, o significado do programa. “Liga Pela Paz é sinônimo de respeito e acolhimento”.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo