960x100 basa novo

Acre fecha 545 vagas formais de trabalho em março

Acre fecha 545 vagas formais de trabalho em março

O Acre seguiu o recuo registrado em fevereiro e fechou mais 545 postos de trabalho com carteira assinada durante o mês de março. Os números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira (20) pelo Ministério do Trabalho.

O levantamento apontou que, no mês passado, os setores econômicos acreanos contrataram um total de 1.889 trabalhadores formais. Por outro lado, 2.434 pessoas foram demitidas no mesmo período. Por isso, em relação a fevereiro, houve uma retração de 0,66% na geração de empregos.

O comércio foi o principal responsável pela queda na criação de vagas, sendo responsável pelo fechamento de mais de 200 postos. Em seguida aparece o setor de serviços, com mais de 150 demissões. A agropecuária também teve perdas superiores a 100 empregos.

Como em meses anteriores, Rio Branco foi a cidade com maiores perdas, com demissões que chegaram a 451 vagas. Cruzeiro do Sul e Sena Madureira também foram outros destaques negativos, com menos 12 e 10 pessoas demitidas, respectivamente.

O Brasil contabilizou, conforme o Caged, um saldo negativo de 63,6 mil postos de trabalho em março – uma redução de 0,17% em comparação com o mês anterior. O Rio Grande do Sul foi o local que mais gerou empregos, mais de 5,2 mil vagas. O Rio de Janeiro, na outra ponta, perdeu quase 18 mil vagas.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo