960x100 basa novo

Seria uma opção

Seria uma opção

O nome do deputado federal Angelim seria uma opção para a disputa do governo. Preparado, administrou Rio Branco por duas vezes e foi bem avaliado, conseguindo eleger seu sucesso, o prefeito Marcus Alexandre. Estranha-se não ver seu nome no jogo.

 

Competência...

O presidente da Fieac, José Adriano, conquistou a simpatia e o respeito dos empresários acreanos. Sua gestão é marcada pela competência e proximidade com os empresários. 

Time...

José Adriano tem uma equipe formada por profissionais competentes e dedicados. Exemplo disso é sua assessoria de Comunicação, que além de cuidar muito bem da imagem da Fieac, atende a imprensa com muita atenção e muita simpatia.

Inovação

O presidente do TCE, conselheiro Valmir Ribeiro, quer mudar a imagem de uma “Instituição que só pune”, rotulada ao Tribunal de Contas. A meta é ser um órgão parceiro dos gestores. 

Gestão

Inquestionável a gestão do reitor da Universidade Federal do Acre, Minoru Kinpara. Transformou o visual da instituição e é bem avaliado por professores e acadêmicos. Outro fato a salientar é que não vemos seu nome envolvido com desvios de verbas públicas como em outras gestões.

Senado

Senador Sérgio Petecão segue firme a ideia de disputar a reeleição. Tem todo direito, afinal a vaga é ocupada por ele. A oposição vai tentar emplacar dois senadores, o que é impossível. Assim como para a Frente Popular. No Acre, política é como Flamengo e Vasco, cada um tem o seu.

Bem relacionado

Deputado Luiz Gonzaga é hoje um dos deputados estaduais que mais transita bem na imprensa política. Sempre visita o aquário da Aleac e não tem o ranço que o cargo, às vezes, coloca. Outro que circula bem é o deputado Jenilson Leite, pelo tom conciliador que tem de ver as situações.

Renovação...

Aqui no Acre, enquanto os dirigentes partidários batem cabeça para escolher os nomes que irão disputar o governo do Estado e as duas vagas do Senado, a população precisa ficar atenta e fazer uma verdadeira renovação. 

Não é hora

Não é hora de comemorar o fim da recessão da economia. O brasileiro ainda não sentiu isso quando vai ao supermercado ou padaria. Mas parece que, apesar da crise política, o país vai tentado se encontrar. Está na hora.

Mais nesta categoria: « Esforçado Sucessão... »

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo