960x100 nova basa

Em Santarém-PA, Galo arranca empate aos 47

Jogadores Careca e Polaco comemoram o gol do empate contra o  São Francisco-PA/Foto: Sérgio Vale Jogadores Careca e Polaco comemoram o gol do empate contra o São Francisco-PA/Foto: Sérgio Vale

Num jogo bem movimentado, com seis gols e três bolas na trave celeste, o Atlético Acreano arrancou importante resultado na noite de ontem (10), no estádio Colosso do Tapajós-PA, contra o São Francisco por 3 a 3. O confronto foi o primeiro entre as duas equipes pela segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série D.

No próximo sábado (15), às 17h, no estádio Florestão, o Atlético Acreano recebe o São Francisco. Uma vitória simples classifica o time celeste. Um empate até 2 a 2 é outro resultado que garante o time acreano na terceira fase do torneio. Repetindo o placar da partida de ontem (10), ocorrida em Santarém-PA, leva a decisão da vaga para as cobranças de penalidades.

JOGO

Com apoio do torcedor do Leão santareno e necessitando de um resultado positivo para o jogo da volta no Acre, o São Francisco começou a partida pressionando o bicampeão acreano na busca do gol.

Aos 15 minutos, após sobra de bola, o atacante Di Maria perdeu a primeira grande chance de gol a favor dos paraenses.

Pressionando a saída de bola do time celeste, o São Francisco era melhor e o primeiro gol saiu de chutão. A zaga celeste falhou e, na sobra, Elielton Gasolina chutou cruzado para vencer o goleiro Luis Miller, aos 20 minutos.

Com o resultado negativo, o Galo Carijó adiantou sua marcação e, num erro individual do zagueiro Charles, o volante celeste Polaco roubou a bola e colocou o atacante Eduardo na cara do gol. O artilheiro celeste invadiu a área e chutou cruzado para deixar tudo igual no placar, aos 30 minutos.

O empate fez bem ao time celeste e a virada quase pintou ainda no primeiro tempo, mas o goleiro Lennon conseguiu antecipar o lance antes da chegada do meia Careca.

Na última volta do ponteiro, o meia Samuel arriscou belo chute de fora da área. O goleiro Luís Miller tirou com as pontas dos dedos e a redondinha ainda explodiu no travessão do Galo Carijó.
 

Quatro gols e muitas emoções

Na volta dos vestiários, o time celeste retornou ‘sonolento’ e ainda no primeiro minuto de jogo, a zaga celeste voltou a falhar no jogo aéreo. Samuel mandou no alto e o zagueiro Roberto ganhou da zaga acreana e colocou o São Chico na frente do placar.
 
O gol do time santareno não fez o Galo Carijó baixar sua ‘crista’. E, após jogada de velocidade, o meia-atacante Polaco arriscou o chute e a bola bateu na mão do lateral direito Matheus dentro da área do São Francisco. O árbitro amazonense Antônio Carlos Pequeno Frutuoso não teve dúvida e apontou para a marca da cal. O atacante Rafael Barros cobrou bem a penalidade e deixou tudo igual.

Numa bola parada, aos 20 minutos. Samuel acertou o travessão do goleiro Luís Miller. Na sobra, o volante Leandro aliviou o perigo. Um minuto depois, nova bola no travessão celeste. Sufoco!

Dez minutos depois, o São Francisco encontrou o terceiro gol. A zaga celeste bateu cabeça novamente e Rodrigo Santarém, que acabara de entrar, mandou a redondinha para a rede celeste, aos 30 minutos.

Nos acréscimos, o Galo Carijó arrancou o empate. A zaga santareno vacilou novamente e o atacante Polaco serviu o meia Careca. O artilheiro da equipe na competição, junto com Eduardo, ambos com seis gols, não perdoou e deixou tudo igual.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo