960x100 basa novo

Galo marca um gol em cada tempo de jogo e supera o Galvez: 2 a 0

O meia Neném sofre forte marcação dos jogadores celestes Weverton e Leandro O meia Neném sofre forte marcação dos jogadores celestes Weverton e Leandro

Com um gol a cada tempo de jogo, o Atlético Acreano derrotou na noite de ontem (24), no estádio Florestão, o Galvez por 2 a 0. Os gols do triunfo celeste foram marcados por Careca e Januário.

Os três pontos conquistados diante do Imperador empurrou o Galo Carijó para a liderança do returno do Campeonato Acreano. O clube divide a liderança ao lado do Rio Branco, ambos com nove pontos ganhos em três jogos.

Com a derrota, o Imperador acabou com as chances de conquista do returno, assim dando adeus às vagas nas competições nacionais da próxima temporada.

Atraso

O complemento da terceira rodada do Campeonato Acreano ocorrida na noite de ontem (24), no estádio da Arena da Floresta, iniciou com 58 minutos de atraso. O motivo foi à ausência da ambulância do Corpo de Bombeiros.

Jogo

Galvez e Atlético Acreano entraram em campo para um confronto de tudo ou nada, principalmente para o clube militar.

Nos primeiros minutos, as duas equipes fizeram um jogo brigado, sem muito espaço para os atacantes. O Galvez era um pouco mais agressivo e a primeira grande oportunidade de gol surgiu aos 29 minutos. Kremer finalizou da grande área, mas o zagueiro Pé de Ferro usou o corpo e salvo o Galo.

Com pouco mais de meia hora de jogo, o Galo chegou com perigo numa bola parada, mas o goleiro Máximo fez boa defesa, após cobrança de Polaco.

Numa bola em profundidade, o atacante celeste Neto apareceu na cara do gol, mas o goleiro Máximo cresceu na frente do atacante celeste e fez ótima defesa.

Com o gol celeste mais maduro, a defesa do Galvez falhou e a bola sobrou livre na pequena área para o meia celeste Carece. O meia-atacante mostrou oportunismo e mandou a redondinha para a rede aos 41 minutos.

Na etapa complementar, o técnico Zé Marco, do Galvez, mandou Lucas para o jogo no lugar do zagueiro Adalto. A mudança tática deixou o Imperador mais ofensivo e jogando dentro do campo celeste. No entanto, sem um homem de referencia de área sentindo o aspecto físico, o Imperador mostrou pouco poder de ‘fogo’.

Recuado e já sem Polaco substituído por Januário, o Galo Carijó jogava no erro do Imperador e ainda apostava nos contragolpes.

Num bom chute de Ciel, aos 36 minutos, o Imperador quase chegou ao empate, mas a redondinha passou a direita do goleiro celeste.

Com mais posse de bola, mas com dificuldades para entrar na defesa celeste, o Galvez acabou castigado. Geovane fez a assistência para Januário. O jogador entrou em velocidade, fintou o goleiro Máximo, e mandou a bola para a rede. Festa da torcida celeste no Florestão.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo