960x100 basa novo

GAÚCHO BOM DE COSTURA

GAÚCHO BOM DE COSTURA

O presidente do PDT, Luiz Tchê, faz um trabalho político que ofuscou os demais partidos nanicos e até os mais tradicionais da FPA, como o PCdoB. Conseguiu abrigar o vice na chapa ao governo do atual prefeito do PT; ainda que a indicação seja do governador Tião Viana, emplacou duas secretarias e realizou o velho sonho dos nanicos de ter uma chapa do grupo para disputar as oito vagas de deputado federal, contrariando o PT, que defende uma chapa única para Federal. O PDT tem hoje bem encaminhado uma chapa para deputado estadual e deixou de ser um satélite do PT para ter vida própria na FPA. O Tchê (foto) deu uma aula de como crescer um partido. O PDT deverá sair da eleição do próximo ano mais fortalecido internamente. Luiz Tchê é um dos políticos mais hábeis nos bastidores dentro da FPA.

FORA DA LAMBANÇA

O vereador Manuel Marcos (PRB) não votou a favor da lambança da Lei da Mordaça, aprovada pela base de apoio do atual prefeito da Capital. Registre-se! Com a aprovação dessa matéria enviada pelo prefeito, os vereadores não deliberarão sobre aumento de passagens de ônibus.

A NÃO SER PARA AGRADAR

A não ser para agradar ao prefeito de Rio Branco não vislumbro qualquer outro motivo aos vereadores, para abdicarem de suas prerrogativas de ter vez e voz no Conselho Tarifário. Chega ser surreal. Guardada as devidas proporções, é como o eleitor abrir mão de votar.

NOME DE CREDIBILIDADE

O PSDB escolheu um dos poucos nomes com projeção no cenário nacional que ainda tem credibilidade, para presidir o partido: o governador Geraldo Alckmin (PSDB). Entrará nos debates para presidente do Brasil, no próximo ano, sem ser réu ou condenado na Lava-Jato.

VOZ DE UM CARDEAL

Opinião de um dos mais altos cardeais do PT: “o Daniel Zen e a Leila Galvão vão sair da eleição do próximo ano eleitos com votações muito expressivas”. Vindo de quem vem, é de se crer.

FICA PARA JANEIRO

Vai valer a deliberação dos partidos de oposição de que o nome do vice na chapa do candidato ao governo somente será anunciada no próximo ano. Como Tião Bocalom (DEM), recusou o convite para ser o vice, ficou ainda mais sólida a escolha do médico Eduardo Veloso (PSDB).

FUSTIGA COMO OPOSIÇÃO

O deputado Raimundinho da Saúde (PODEMOS) é o deputado da base do governo que mais fustiga a gestão do Tião Viana, até mais constante que a própria oposição. Este seu Projeto sobre o Pró-Saúde, que carece de constitucionalidade, conseguiu levar o governo às cordas.

DUAS OPÇÕES

O deputado Raimundinho da Saúde (PODEMOS) deixou o Tião Viana no mato sem cachorro: por a matéria ser inconstitucional deverá argüir o vício na justiça e, com isso ganhará um desgaste político com a ira dos servidores do Pró-Saúde. Não existe outro desfecho ao caso.

BATENDO FIRME

O governador Tião Viana sustenta que, se os sindicatos não tivessem feito denúncias à justiça do trabalho, até hoje os servidores do Pró-Saúde estariam trabalhando normalmente. O vereador Jackson Ramos (PT) foi mais longe, ao debitar a culpa de toda essa confusão ao deputado Raimundinho da Saúde (PODEMOS). Esta é a chamada “briga de correligionários”.

TÁ PODENDO

O candidato ao governo pelo PRTB, Lira Xapuri, ligou para anunciar que, quem ocupará a vaga de vice na sua chapa será uma “modelo” de Cruzeiro do Sul, unindo o Juruá ao Alto Acre.

FICHAS NA MESA

O deputado federal Alan Rick (DEM) pode ter feito gestões, mas este Edital do Ministério da Educação para a criação de um Curso de Medicina não tem só seu DNA. O ex-deputado federal Henrique Afonso esteve nesta luta e o governador Tião Viana, desde 2014 tem uma parceria com a UFAC, para formar mão de obra para o curso. Vamos por todas as fichas nesta mesa.

VIRA GALHOFA

Um político pode ser atuante se estiver no Legislativo, se estiver no Executivo ser um tocador de obras, mas quando entra no funil de faltar com a palavra nos compromissos cai no descrédito. O pior carimbo que pode pegar num político é o que sua palavra é um risco na água, porque ai vira galhofa.

DESCONFIE SEMPRE

No movimento hippie havia um bordão que dizia: “nunca confie em ninguém com mais de 30 anos”. E na política, este chavão pode ser transmutado para: “não confie em político que vive citando Deus para justificar suas posições religiosas extremadas e atrasadas”. O colega Nelson Liano colocou isso de forma bem didática na sua coluna política no AC24horas.

POLÍTICO DE PALAVRA

O grande erro de setores da oposição foi primeiro tentar desmontar as alianças que apóiam o ex-prefeito Tião Bocalom, o atacarem de forma desmoralizante, para só depois tentarem lhe convencer a aceitar ser vice na chapa do candidato ao governo, Gladson Cameli (PP).

É UM DELES

Conheço poucos políticos de palavra e um deles é o Tião Bocalom (DEM). Você pode até não gostar dele por suas posições políticas, isso é normal, mas ninguém pode abrir a boca para dizer que não é um homem de bem. Bocalom é um cidadão que enaltece a política acreana.

BELO EMPURRÃO

Caso o senador Sérgio Petecão (PSD) tenha seu convite aceito pela viúva do ex-governador Orleir Cameli, Bety Cameli, para ela ser a sua primeira suplente, ganhará um belo empurrão na sua candidatura, no Juruá. Dona Bety é uma figura muito querida em Cruzeiro do Sul e da mais alta respeitabilidade. E se uma pessoa do seu naipe entrar na política é para comemorar.

NINGUÉM AGUENTAVA MAIS

Em boa hora o prefeito de Rio Branco resolveu mandar a EMURB aumentar o ritmo das operações tapa-buracos, que estão acontecendo nos bairros da Capital. A lerdeza da EMURB vinha deixando a cidade com uma aparência lunar, tantas eram as crateras abertas.

É AVALIAR MAL A POLÍTICA

Vez por outra leio comentários dando o senador Jorge Viana (PT) como fora do páreo na eleição do próximo ano. É a mais pura heresia política. Tem um nome fixado até nos distantes rincões do Estado, é hábil, tem um partido coeso em torno dele e a máquina do governo do PT.

CONTINUO NA TESE

Continuo na tese de que a oposição fará um senador e o PT o outro senador. Todas as pesquisas até aqui mostram este quadro. Mas não é estático e a campanha nem começou, quanto mais chegar ao seu fervor, para se ter uma idéia mais perene do quadro do Senado.

INVESTINDO NA JUVENTUDE

Tenho ouvido nas redes sociais saraivadas de críticas contra o atual prefeito da Capital, pelo fato de estar concluindo um Centro Olímpico, na da Baixada, onde se concentra um grande núcleo populacional. Investir no esporte é investir na juventude, principalmente, numa região onde é maior a ação das facções. Tem que dar uma atividade para o jovem evitar as drogas.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo