960x100 basa novo

Proibido para mulheres

Proibido para mulheres

Duas vagas para o Senado estarão em disputa na eleição do próximo ano. E uma triste constatação. O Acre, com um imenso eleitorado feminino não terá uma mulher como candidata. Como se entrar na disputa fosse proibido para elas. Sem uma representante da categoria, as mulheres terão que se contentar em escolher entre os candidatos Jorge Viana (PT), Ney Amorim (PT), Sérgio Petecão (PSD), Márcio Bittar (PMDB) e Sanderson Moura (PTC). Mais uma vez as próximas composições do Senado, Câmara Federal e Assembléia Legislativa serão majoritariamente formadas por homens. É uma pena! Continuam apenas eleitoras.

Salvo-conduto

Quando o deputado Jenilson Lopes (PCdoB) joga seu nome como opção de vice na chapa que disputará o governo pela FPA, nada mais faz a não ser tirar um Salvo-Conduto político. Sabe que com a candidatura de Edvaldo Magalhães (PCdoB) à ALEAC, sua reeleição fica mais difícil.

Não é nenhum ingênuo

O deputado Jenilson Lopes (PCdoB) não é nenhum ingênuo, ou não teria sido eleito, por isso sabe que, a direção do PCdoB vai priorizar a candidatura do cacique Edvaldo Magalhães (PCdoB) a deputado estadual. Assim como fará com Perpétua Almeida (PCdoB) à Federal.

Perdeu a condição de protagonista

A questão maior é que o PCdoB já não tem mais o peso político de anos anteriores, quando depois do PT era quem dava as cartas dentro da FPA. Hoje virou um mero coadjuvante.

A vaga é na última janela

Ontem, numa roda da oposição se falava sobre a desistência do deputado federal Alan Rick (DEM) de disputar a indicação para vice do candidato ao governo, Gladson Cameli (PP). Pincei o comentário: “seu erro foi chegar ontem na oposição querendo a primeira janela do ônibus”.

Erro na condução

Nesta questão faltou habilidade ao comando do DEM, poderia até ter conseguido o intento de indicar o vice da oposição, mas jamais poderia chegar na mesa do jogo com a carta da imposição.

Volta, Tião Viana!

O deputado Eber Machado (PSDC) virou uma espécie de líder honorário do governador Tião Viana, na ALEAC, onde o defende com entusiasmo. Está ameaçando fazer uma campanha para que o governo reassuma as ações na BR-364. Já tem até o mote: “Volta, Tião Viana!”.

Siri na lata

O deputado Eber Machado (PSDC) é mais espinhado na defesa do Tião Viana que siri na lata.

Com que dinheiro?

O deputado Luiz Gonzaga (PSDB) deve estar vivendo em outro mundo. A economia do país em crise, não há nem esperança de liberação de recursos para o trecho da rodovia BR-364, e ele ocupa a tribuna da ALEAC para defender uma estrada de Cruzeiro do Sul à Marechal Taumaturgo. Com que dinheiro, Gonzaguinha? Pelo que eu sei, grana não nasce em árvores.

O bicho vai pegar

Será travada no PMDB a briga mais acirrada por vagas de deputado estadual. Só por um milagre o partido elegerá mais de dois parlamentares. E disputam as vagas só cobras criadas: deputados Chagas Romão e Eliane Sinhasique, vereador Roberto Duarte e Antonia Sales.

Mago Merlin

O deputado Raimundinho da Saúde (PODEMOS) é o nosso Mago Merlin regional. Tem a varinha mágica para transformar os concursados do PRÓ-SAÚDE em servidores efetivos do quadro regional. Concursos são específicos, não se remanejam, é o que diz a lei.

Tomara que consiga

Neste vendaval de desemprego que assola o Acre a torcida é para que a sua varinha mágica resolva a situação de uma maneira favorável aos profissionais demitidos pelo PRÓ-SAÚDE.

Dinheiro mal gasto

O alto valor gasto pelo Márcio Bittar em publicidade com uma empresa de fora com dinheiro da Câmara Federal, quando era deputado federal, pode não ter sido ilegal, mas foi inócuo. Os seus feitos teriam mais visibilidade se tivesse aplicado em empresas de divulgação regionais. E é no Acre que vai precisar de espaços para divulgar a sua candidatura ao Senado.

Plenárias restantes

A coluna errou. Ainda vão se realizar duas plenárias da FPA com os seus quatro pré-candidatos ao governo, antes de anunciar de forma oficial o nome do escolhido, no final de setembro. Os encontros serão nos municípios de Sena Madureira e entorno e a última em Rio Branco.

Pecado da gula

A partir de abril, a prefeitura da Capital será gerida por uma filiada ao PSB, a vice-prefeita Socorro Nery. Por isso é improvável que vingue a pressão dos dirigentes do PSB de empurrar a Delegada Carla Brito (PSB) de vice na chapa da FPA. A Gula é um dos sete pecados capitais.

Shalon

O deputado federal Major Rocha (PSDB) está em Israel, como convidado, para integrar o grupo parlamentar favorável à causa israelense. Logicamente é contra a criação do Estado Palestino.

Do lado que o boi se deita

Um colega perguntou ontem se o presidente do PDT, Luiz Tchê, será candidato a deputado federal ou estadual. Respondi que ficará do lado que o boi se deita, na sombra. Aonde sentir que está mais fácil para se reeleger é que vai pular dentro da canoa. O Tchê é sagaz!

No mínimo, a recontratação de todos

O deputado Nelson Sales (PP) tem uma dose de razão ao denunciar que, dos 130 agentes penitenciários provisórios, cujos contratos expiraram, somente retornarão 70. Se com 130 agentes já havia uma defasagem para monitorar os presos, imaginem vocês com só 70!

Jesus sem fé

“Se continuarem as obras no ritmo lento, no inverno a BR-364 vai fechar para o tráfego de carros”. Pela enésima vez o deputado Jesus Sérgio (PDT) volta a fazer o alerta ao DNIT.

Urbanidade em primeiro lugar

O que tenho ouvido de críticas da RBTrans não é por coibir atividades ilegais no trânsito, mas pela falta de urbanidade da maioria dos seus agentes. Pode-se cumprir a lei sem grosserias.

Não é omisso

Redução das taxas cartoriais, aprovação da nova lei de gestão democrática nas escolas públicas, redução de ICMS para micros e mini geradores de energia, apoio à realização do programa Quero Ler, Política de proteção às pessoas com Autismo, Plano Estadual de Educação, retomada dos Jogos escolares. Projetos do deputado Daniel Zen (PT), na ALEAC.

Grata surpresa

O deputado Daniel Zen (PT) é uma das gratas surpresas da nova geração de políticos.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo