960x100 nova basa

O PMDB terá candidato ao Senado, falta só o nome

O PMDB terá candidato ao Senado, falta só o nome

O ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales (PMDB), me disse ontem que, se o deputado federal Flaviano Melo (PMDB) ainda estiver em Rio Branco vai definir ainda hoje a questão da candidatura ao Senado pelo partido. “Eu quero uma solução rápida”, destacou Vagner, o que não dá mais é ficar empurrando a decisão com a barriga.

“Até o momento o Flaviano nunca me disse que pretendia disputar uma das vagas de senador”, assegurou. Para Vagner Sales (foto), no seu caso, a definição tem que ser urgente: “não preciso me preocupar com os 150 mil votos do Juruá, minha base eleitoral, mas tenho que me voltar para as demais regiões do estado, reunir com os diretórios municipais para me apresentar como candidato ao Senado. As campanhas no Acre costumam acontecer mais cedo. Uma coisa está certa: o PMDB terá candidato a senador”, completou. Será um candidato competitivo.

Sem impedimento jurídico

A reprovação das suas contas pelo Tribunal de Contas do Estado precisa ser referendada pela Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul, mas é muito improvável que venha a acontecer, porque a sua composição é amplamente majoritária de vereadores que integram o seu grupo político.

Para se ter uma idéia

Para manter a reprovação das suas contas pelo TCE, e lhe impedir de ser candidato, os seus opositores precisariam ter 2/3 dos votos da atual bancada de vereadores e não chegam nem perto disso. Por todos estes fatores, Vagner estará livre para disputar qualquer cargo eletivo.

Complicou a situação

Os R$ 70 milhões para a Segurança Pública não estão certos. Assim como não estão os R$ 150 milhões para as estradas vicinais. São dois complicadores. Se o recurso para a Segurança falhar todos os planos de combate à violência terão que ser revistos. E sem ramais, complica o homem do campo. O grande prejudicado será a população acreana. São notícias muito graves.

Notícias terríveis

São dois fatos a se lamentar se forem concretizados, não se trata de pensar de forma medíocre que o governo estadual será o grande atingido, o grande e único prejudicado será o Acre.

Recursos garantidos

O que se tem de fato garantido no governo federal de liberação para este ano são os recursos para a recuperação da BR- 364 e da construção da ponte sobre o Rio Madeira. E tão somente.

Reunião de ajustes

O secretário de Saúde, Gemil Junior, me ligou ontem, para dizer que, também não é a favor de alardes em pregações nos hospitais e, entende que deve haver uma regulamentação das visitas de religiosos. Para hoje está agendado um encontro com Pastores, representantes da Igreja Católica e qualquer outra religião que queira mandar representante, para normatizar as visitas. Tudo se resolve pelo diálogo, acho que é o mais ponderado para a situação.

Grande referencial

O grande referencial que torna o secretário de Saúde, Gemil Junior, um gestor moderno é que não se melindra com críticas, não deixa uma situação sem respostas e, na medida do possível vem dando conta de uma das pastas mais complexas em qualquer governo.

PSL não se mete

O presidente do PSL, Pedro Longo, me disse ontem que, o partido não está envolvido nesta questão do vereador Carlos Juruna (PSL). Foi um caso jurídico que ocorreu antes até da sua filiação ao PSL, não é político, e quem está tratando do caso é o seu advogado, pontua Longo.

Nada a fazer

Ao PSL não restará muito a fazer a não ser a exclusão dos seus quadros, caso venha a ser preso e ter o seu mandato cassado pela Câmara Municipal de Rio Branco. O fato vai começar a ser apreciado pela Comissão de Ética, com todas as garantias de uma ampla defesa ao vereador.

Boa aliviada

A ação rápida e intensiva que vem sendo desencadeada pelo prefeito Marcus Alexandre na cidade, já deu uma boa melhorada na buraqueira em que as ruas tinham se transformado. Com a chegada do verão dará para tornar mais ampla a operação em curso.

Doe órgãos

O estado fez a sua parte montando uma moderna central de transplantes, que tem salvado muitas vidas. Mais ainda seriam salvas, se as famílias perdessem o preconceito da doação. Doar órgãos é salvar vidas.

Medida prática e eficiente

O deputado federal Léo de Brito (PT) viabilizou numa parceria com o padre Mássimo Lombardi, que as mulheres moradoras na “Cidade do Povo” passem a ter atendimento ginecológico efetivo na comunidade. Excepcionalmente, começa hoje, mas será sempre toda sexta-feira. Uma medida prática e eficiente. Este tipo de ação vale mais que discursos na tribuna.

Como será resolvido?

O PMDB já disse que terá candidato a senador. Vagner Sales (PMDB), possivelmente. O senador Sérgio Petecão (PSD) foi declarado “candidato nato”. Major Rocha (PSDB), Márcio Bittar (PSDB) e Tião Bocalon (DEM) não sinalizam desistir. Como escolher dois candidatos?

Os prós e os contras

A candidatura do prefeito Marcus Alexandre ao governo tem aspectos positivos: é o melhor nome da FPA, um bom candidato ao governo puxa os candidatos ao Senado e não tem outro nome com sua densidade. Os aspectos negativos: não entra como na eleição municipal em que foi favorito, terá que se afastar do cargo para disputar e se perder o PT perde a prefeitura e o governo e ele ficará 4 anos no ostracismo político. São as cartas. Nem tudo são flores.

Uma situação para reflexão

Atende a ordem do PT, deixa a prefeitura arrumada e, com perspectiva de chegar ao fim do mandato como um dos nossos melhores prefeitos da capital e disputa um mandato de sucesso duvidoso para governador, ou cumpre seu mandato até o fim e voa mais alto em 2022. O dilema do prefeito Marcus Alexandre é este. Não será uma decisão fácil de ser tomada.

Reclamando de que, cara-pálida?

Um prefeito de um município próximo da capital reclamou para um dirigente partidário que, ao final do mês, após pagar a folha dos servidores, lhe resta 14 mil reais para investimento na cidade. E na sua porta é uma multidão pedindo emprego. Reclamando de que, cara-pálida? Sabia o que ia pegar numa prefeitura falida, em que o seu antecessor até afastado e preso foi.

Campanha ferrenha

O deputado federal Major Rocha (PSDB) está numa campanha ferrenha para senador, quer se viabilizar para aparecer nas pesquisas pelo menos como o segundo nome na preferência popular. O Rocha é um obstinado, quando marca uma meta corre atrás sem trégua.Um beijo e um abraço

Um beijo e um abraço apertado em todos os portadores da síndrome de Down.

FPA indicará relatoria

Deve começar hoje as primeiras iniciativas para que seja montada a CPI que vai apurar a venda de casas nos conjuntos habitacionais de Rio Branco. Como a FPA tem a maioria na Aleac deverá indicar o Presidente e o Relator, e ainda ter voto para barrar convocações indesejadas.

Luta árdua

Foi uma luta árdua da oposição para criar a CPI que, só foi confirmada após o Tribunal de Justiça do Acre, acatar um “Mandado de Segurança” impetrado pelos deputados da oposição. O autor do requerimento da CPI é o deputado Gehlen Diniz (PP).

CPI bem mais polêmica

Com a decisão do TJ, o deputado Luiz Gonzaga (PSSDB), que já tem as assinaturas necessárias, deverá dar entrada na mesa diretora da Aleac do pedido para a implantação da “CPI da BR-364”, esta mais polêmica, porque pode convocar nomes cotados para disputar o governo em 2018.

Bons exemplos devem ser copiados

Do governador Nabor Junior até o governador Tião Viana, todos, indistintamente, prometeram zerar a fila de exames na rede pública estadual de Saúde. Nenhum conseguiu. Leio na “Folha de São Paulo” que, o prefeito João Doria, prometeu o mesmo na campanha e com três meses cumpriu. Zerou uma fila de 485 mil paulistanos que desde o ano passado, da gestão do petista Fernando Hadad, aguardavam atendimento. Conseguiu fazendo parcerias com hospitais privados, atendendo de madrugada, enfim, deu um exemplo ao Brasil que, com uma gestão eficiente e moderna tudo se consegue. E o mais importante: sem aumentar o número de unidades na área da Saúde e nem contratar mais profissionais do setor. Não dá para mandar alguém do sistema público estadual de Saúde copiar o modelo? Não importa que, o prefeito de São Paulo, João Doria, seja um tucano: bons exemplos na gestão devem ser imitados.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo